Sabe Quem é Que Tem Cortado o Cabelo de Taylor Swift Ultimamente?

Um verdadeiro projeto DIY. Por: Ana Margarida Fernandes Imagens: © GTRESONLINE.

Parece que Taylor Swift não ocupou a sua quarentena apenas a gravar os seus dois novos albúns Evermore e Folklore (uma das melhores surpresas deste ano). A cantora que é uma das artistas mais populares no mundo da música atual, tal como nós, também optou por esquecer os cabeleireiros por algum tempo, e passar a cortar o seu próprio cabelo em casa. Este pormenor foi revelado numa entrevista com Zane Lowe, para a Apple Music.

«Ninguém me corta o cabelo, sem ser eu, desde o início do confinamento. E é assim que tem sido, como é que posso fazer os trabalhos visuais que vêm com estes álbuns se não posso pedir às pessoas do cabelo e maquilhagem e à minha estilista para ficarem em quarentena durante duas semanas longe dos seus familiares. Não lhes vou pedir para fazerem isso e pedir para que viajem de avião e se exporem ao vírus. Como é que faço uma capa? Posso improvisar e fazer isto sozinha? Então perguntei aos meus amigos se podia utilizar o seu campo e a sua floresta. E utilizei uma fotógrafa que trabalha sozinha. Ela não tem assistentes. Ela fotografa com rolo. Então carregávamos sacos de rolos nos campos. E eu ia retocando o meu batom e corria para o campo, onde ela tirava as fotografias. Foi muito divertido.»

 

Na mesma entrevista, Swift falou ainda do processo de escrever e gravar os seus últimos álbuns (dos mais aclamados pela crítica).

«Tantas pessoas, durante a pandemia, estavam apenas a fazer caminhadas e a tentar estar no exterior porque era… a natureza representava esse estranho conforto onde, de repente, tudo ficou completamente desequilibrado e ninguém podia realmente perceber como continuar. E, por isso, fomos todos para o exterior, tentámos acampar, fazer caminhadas ou passear de carro,» explicou. «Não é que o álbum seja todo sobre a floresta e assim. Tem toques disso… Uma coisa que queria fazer com folklore era que representasse a primavera e o verão. E quando gravei o evermore, sabia que queria completar o resto das estações do ano e queria que refletisse o outono e o inverno. Por isso, esse é outro elemento da natureza que foi incluído. Mas foi também a maneira mais fácil de conseguirmos fazer uma sessão fotográfica,» acrescentou a compositora norte-americana.