Príncipe William Diz Que «Não Teria Qualquer Problema» Se Os Filhos Fossem Gays

Admite, no entanto, que a pressão que poderiam enfrentar o deixa preocupado. Por: Inês Aparício -- Imagens: © GTRESONLINE.

Numa visita ao Albert Kennedy Trust, uma associação de apoio à comunidade LGBTI em Hoxton, Londres, o Príncipe William revelou, quando questionado por um membro desta organização sem fins lucrativos quanto à sua reação no caso de os seus filhos serem homossexuais, que «não teria qualquer problema» caso George, Louis e Charlotte admitissem ser gays.

«É algo que me deixa nervoso. Não pelo facto de eles serem homossexuais, mas pela pressão que iriam enfrentar e pelo quão mais difíceis seriam as suas vidas», declarou, num evento de antecipação da parada anual #prideinlondon. O Príncipe William notou ainda que esta realidade seria ainda mais complexa para os seus filhos, dada a relevância da sua família. «Gostava que vivêssemos num mundo em que fosse realmente normal e cool. Mas particularmente na minha família e pela posição em que estamos, deixa-me ainda mais nervoso», adicionou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Kensington Palace (@kensingtonroyal) em

Contudo, apesar das suas preocupações relativas «à quantidade de barreiras pelas quais possivelmente teriam de passar, palavras de ódio, perseguição e discriminação que enfrentariam», o Duque de Cambridge sublinhou que «apoiará completamente qualquer decisão que os filhos tomem».

«A única coisa com a qual me preocuparia é, particularmente pelos papéis dos meus filhos, como isto seria interpretado e visto. Deste modo, a Catherine e eu temos conversado bastante para ter a certeza de que eles estariam preparados», concluiu.