Olivia Colman Tem Um Truque Para Conter as Emoções no Set de «The Crown»

A técnica envolve alguma previsão metereológica. Por: Cátia Pereira Matos -- Imagem: © GTRESONLINE.

Representar a Rainha Isabel II numa das produções da Netflix mais bem sucedidas de todos os tempos não é tarefa fácil. Que o diga Olivia Colman, a nova rainha de The Crown. A atriz de 44 anos tem estado empenhada a gravar os futuros episódios desta série biográfica, mas dar vida à monarca da coroa inglesa traz à tona lágrimas e emoções fortes — tão fortes que, para as conter durante as filmagens, Colman tem de recorrer a um pequeno truque.

«O meu problema é que me emociono», começou por dizzer à Vanity Fair. «Uma rainha não deve fazê-lo. Ela precisa de ser uma rocha para todos, e foi treinada para isso. E eu não consigo fazê-lo», assumiu Colman. Assim sendo, a atriz teve de achar uma solução para manter a postura séria durante as cenas mais emotivas e tristes. Qual foi ela? Um simples truque, que Colman reconhece como sendo «um pouco vergonhoso» mas que funciona na perfeição. «Sempre que alguém me diz algo triste, ou algo que me faz chorar, dão-me um auricular e começam a reproduzir a previsão meteorológica», revelou a atriz.

Para Colman, ouvir as notícias sobre os estados do tempo deixam-na concentrada e impedem-na de chorar em frente às câmaras. «Quase nem oiço o que [os outros atores] dizem. Esforço-me muito por ouvir a previsão meteorológica e por não chorar», acrescentou.

Na mesma entrevista à Vanity Fair, Olivia Colman revelou que começou a simpatizar mais com a figura da Rainha de Inglaterra depois de iniciar o processo de pesquisa para entrar na personagem. «Quando era uma jovem de vinte e poucos anos, ela fez uma promessa: servir o seu país. Com noventa e tal anos, ela ainda o faz. Não consigo pensar em mais ningnuém capaz de fazer o que ela fez», disse.

De fã a rainha de The Crown 

Foi com surpresa que Olivia Colman recebeu a notícia de que os produtores de The Crown queriam reunir-se com ela. Nesse primeiro encontro, a atriz não conseguiu esconder o nervosismo. «Estava sem jeito (…) Só dizia ‘Sim, por favor, obrigada’», revelou esta semana, em entrevista ao The Independent. Colman já era fã da série e achara notável a prestação da sua antecessora, Claire Foy, que venceu com o papel o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática em 2017. «Ela esteve magnífica. Eu nem sabia que estavam a fazer um novo casting para as terceira e quarta temporadas, por isso nunca pensei muito no papel».