Cardi B Responde a Críticas ao Seu Mais Recente Vídeo Por «Não Ser Empoderador»

O famoso «Twerk» da cantora está a dividir opiniões. Por: Inês Aparício -- Imagens: © GTRESONLINE.

Dezenas de mulheres surgem, ao lado de Cardi B, numa praia, num iate ou simplesmente na rua a fazer twerk (dança que consiste no movimento das ancas). A maior parte delas veste um biquíni ou fato de banho, enquanto outras aparecem em destaque pintadas com padrões animais e sem que seja perceptível . É este o cenário do videoclipe de «Twerk» que foi alvo de críticas por parte de uma apresentadora do canal Fox, de Washington D.C., no Twitter. Stephanie Hamill, que se coloca publicamente do lado dos partido conservador americano, questiona se a mensagem transmitida nesta colaboração não será contraditória ao movimento feminista.

«Na era #MeToo, de que forma é que isto empodera as mulheres? Esquerdistas, Cardi B, por favor expliquem-me», escreveu a jornalista na rede social.

A este comentário, Cardi B respondeu que a liberação sexual é um dos objetivos deste movimento de dança que surge no vídeo e dá nome à sua música. A cantora acrescenta que a sexualidade feminina pode e deve caminhar de mãos dadas com o consentimento. «Isto [o videoclipe] mostra às mulheres que posso vestir ou não vestir o que quiser, e ainda assim o não continua a ser não. Fazer twerk e estar parcialmente nua significa que deveria ser violada ou molestada? Quero que uma mulher conservadora como tu [Stephanie Hamill] me diga o que pensa», declarou a cantora.

Em reação a esta afirmação, a apresentadora esclareceu que concordava que «não significa não, independentemente das circunstâncias». Esta adicionou ainda que, em oposição a esta ideia, «este vídeo e outros semelhantes objetificam sexualmente as mulheres». «Penso que enfraquece o género feminino e a causa. Não somos objetos sexuais. Claramente vemos as coisas de forma diferente», notou por fim.

Críticas recentes ao governo americano

Esta não é a primeira vez que a cantora se envolve em questões políticas. Na semana passada, Cardi B partilhou um vídeo no Instagram a criticar Donald Trump pela paralisação parcial dos serviços públicos norte-americanos, naquele que é o mais longo «shutdown» de sempre nos Estados Unidos.

Nessa publicação, a cantora relembrava as centenas de trabalhadores afetados por esta situação. «Já passou [a paralisação] um pouco das três semanas. Trump está a obrigar os funcionários públicos a regressar ao trabalho sem serem pagos». A cantora relembra ainda que comparar este shutdown ao de 2013, não é aceitável já que na altura o que estava em causa era a saúde pública americana . «Não quero ouvir ninguém dizer que Obama paralisou os serviços públicos norte-americanos por 17 dias. Sim! Por causa dos cuidados com a saúde! Para que as vossas avós possam medir a pressão arterial sem qualquer problema». Por fim, mostrou-se assustada com a situação, pedindo que sejam tomadas atitudes para contrariar as consequências desta paralisação.

Reveja algumas imagens da cantora na galeria em baixo.