A Rodarte Ficou Mais Inclusiva Ao Lançar Uma Coleção Com 42 Tamanhos Diferentes

Esta colaboração com a Universal Standard vai do 00 ao 40. Por: Inês Aparício -- Imagens: © D. R.

Quando vimos marcas de beleza a lançar 40 tons de base, apercebemo-nos de que a inclusividade se havia tornado realmente num elemento importante, não só para a sociedade, como para as empresas. E, apesar de este número ter continuado a aumentar no universo da cosmética, nunca pensámos que a indústria da moda pudesse, algum dia, atingir um marco semelhante. Mas a verdade é que a Rodarte, em conjunto com a Universal Standard, lançou uma coleção com mais de quatro dezenas de tamanhos diferentes.

Do 00 ao 40 (o correspondente ao 4XS e 4XL, respetivamente), a linha desenvolvida pelo duo Kate e Laura Mulleavy junta o conceito de inclusão pelo qual se rege a Universal Standard com o romantismo da Rodarte. É assim que surgem quatro peças diferentes – um vestido, uma blusa, uma saia e um macacão -, nas quais os folhos ganham o clássico destaque dado pelas designers nas suas linhas, num espetro de tamanhos tão abrangente.

«Queríamos começar com peças de assinatura que pudessem ser a base de um bom guarda-roupa, peças que pudessem ser combinadas de várias formas, que pudessem ser adaptadas do dia para a noite, que pudessem ser transportadas facilmente em viagens, e, ainda assim, serem bastante elegantes e modernas. Penso que temos uma voz romântica no nosso design, mas também um pensamento vanguardista. Esta coleção faz um equilíbrio interessante entre esses dois lados», notaram as irmãs à edição norte-americana da Vogue. «E é bastante entusiasmante saber que todos podem ter acesso a esta linha», adicionaram.

O porquê de um Rodarte x Universal Standard

Mais do que pensar inclusivamente, a dupla de designers procura apresentar, na passerelle, peças femininas e românticas. E foi exatamente por isso que a Universal Standard quis trabalhar com a Rodarte. «Tínhamos uma lista muito curta de pessoas com quem queríamos colaborar», explicou Polina Veksler, uma das fundadoras da marca, à revista. «Queríamos que as pessoas envolvidas não fizessem parte do movimento de inclusividade e diversidade per se, mas que pudessem levantar as mãos e dizer ‘Isto é incrível e é a coisa certa a fazer’», continuou. «Rodarte estava no topo dessa lista».

Ao contrário do que é habitual na Rodarte, as etiquetas das peças não apresentarão valores com quatro ou cinco dígitos. A coleção, que está disponível na loja online e no espaço físico da Universal Standard, em Soho, Londres, está marcada com preços entre os $150 (€133) e os $240 (€213).

Veja na galeria, em cima, todas as peças da coleção.