Ralph Lauren Criou Um Clube Noturno Dos Anos 30 Para Apresentar A Nova Coleção

O Ralph's Club era tão exclusivo que abriu apenas por uma noite. Por: Inês Aparício -- Imagens: © D. R.

Uma simples passerelle era demasiado mainstream para Ralph Lauren. Por isso, o designer decidiu criar um clube noturno no coração da baixa de Manhattan, em Nova Iorque, para apresentar as suas propostas para o outono 2019. Tão exclusivo que esteve apenas aberto durante uma noite, numa experiência imersiva que juntou a estética dos anos 1920 e 1930 ao estilo do criador.

Inspirado no modo de vida dos nova iorquinos dessa altura, o cenário do desfile reimaginava o brilho e elegância da época, através de decorações Art Deco em dourado e negro que adornavam o espaço. E para que nenhuma parte da vivência destas décadas ficasse de fora, também o conceito de vestir de acordo com a ocasião e o dress to impress foram recriados na sala de jantar, por onde as modelos passaram para exibir as propostas de Ralph Lauren. Desde Cate Blanchett a Lily Aldridge, todas as celebridades que aí estiveram entraram no espírito, vestindo-se a rigor com vestidos em que a aplicação Kira Kira não era necessária para que brilhassem mais intensamente.

 

Ver essa foto no Instagram

 

A night inspired by the legendary style of New York City. #RalphsClub debuts tonight at 9 PM ET. #RLCollection #FW2019 #NYFW #RalphLauren

Uma publicação compartilhada por Ralph Lauren (@ralphlauren) em

A reinvenção de um clássico

Por entre as mesas do Ralph’s Club, a fusão entre o masculino e o feminino ganhou força. Os clássicos fatos foram reinterpretados pela mão do designer, dando vida, por exemplo, a vestidos e macacões em que a lapela tradicional do coordenado de duas peças obtinha destaque.

«Sempre adorei a forma como uma mulher fica num fato, desde a minha primeira coleção feminina até agora. A minha coleção para o outono 2019 celebra a intemporalidade desse estilo, mais relevante que nunca, para a mulher moderna que é tanto independente como contemporânea e glamorosa», afirmou Ralph Lauren, em comunicado enviado à redação.

O clube de Ralph Lauren, onde a música também não faltou – Janelle Monáe foi a artista escolhida para animar a noite -, é uma tentativa da marca em envolver-se e aproximar-se do público e, por isso, toda a experiência poderá ser vista quer nas redes sociais da maison, quer no site da mesma.