Pode Não Ter Reparado, Mas na Primark os Tamanhos das Roupas Mudaram

A marca tem agora uma tabela mais inclusiva e sobretudo mais real. Por: Vítor Rodrigues Machado -- Imagem: © Primark.

O assunto pode até não ser o mais confortável para as marcas de Moda, mas a verdade é que já há algum tempo que se tem vindo a discutir a forma como os tamanhos das peças de roupa, dependendo dos locais, são categorizados. Isto porque se, em algumas lojas, encontra modelos básicos de t-shirts «L» que lhe servem, noutras, terá de procurar por um «XL» ou «XXL» para que tal aconteça. Mas apesar de muitas marcas continuarem a ignorar o assunto, outras, como a Primark, parecem estar atentas.

Sem qualquer tipo de aviso, recentemente, a gigante irlandesa atualizou a sua tabela de tamanhos de mulher para se tornar mais inclusiva, e números como o M, que anteriormente correspondiam a um 38-40, de agora em diante, passam a ser um 40-42.

Como pode comprovar pela tabela, em baixo, agora os tamanhos variam do 2XS (32-34) ao 2 XL (50/52).

A mudança chamou a atenção da influencer espanhola Aline Lorenzo, que partilhou no Instagram a imagem das tabelas com o seguinte texto:

«A revisão das etiquetas é um pedido muito antigo e pelos vistos está a acontecer. Parece-me bem que a Primark e outras marcas as revejam. Sempre usei um 40/42 (L) e com esta mudança agora sou um M. Fico contente. E não é um ‘consolo para tontos’ usar um número mais pequeno. É só um número, o meu corpo é o mesmo. Mas há muitas pessoas mais curvy do que eu, que estão incríveis, e não têm necessidade levar uma peça de tamanho XXXXL. Claro que as pessoas mais magras notaram uma diferença, de levar um S para passar a levar um XS… Também é uma mudança para elas, mas vocês sabem que quando o número é menor não há tanto preconceito, como quando é maior.  As pessoas magras sofrem, as pessoas obesas sofrem, puff, Até quando! Olhemos e olhem para todos de forma igual e com respeito sempre. Viva a diversidade. O que vos parece? Estão de acordo?»

 

Um problema de tamanhos

A questão dos tamanhos tem vindo a ser abordada, com particular ênfase nas redes sociais, ao longo dos últimos tempos. Ainda este mês duas bloggers vieram a público denunciar a forma como algumas marcas etiquetavam os tamanhos das suas peças de roupa, ou simplesmente não as produziam nos seus tamanhos.

A primeira, Lottie L’Amour, mostrou, no início do mês como numa loja H&M não conseguia vestir num par de calções 28 (que me Portugal corresponde a um XXXXXL), sendo que veste o 24, mas esses mesmos calções serviam à sua amiga que veste o 16 (XXL).

 

A segunda, Katie Sturino, que ficou conhecida por recriar looks das celebridades e partilhá-los no seu Instagram, usando o hashtag #suprsizethelook, veio denunciar o facto de muitas marcas não produzirem peças no seu tamanho (XXL), tornando-se por isso difícil encontrar o que vestir.