Olivier Rousteing Ganhou Uma Versão Avatar Para Apresentar a Coleção da Balmain

Uma linha virtual pedia um designer igualmente virtual. Por: Inês Aparício Imagens: © D. R. e GTRESONLINE.

Podiam ser personagens de um jogo de The Sims ou fazer parte do programa utilizado por Cher Horowitz, em Clueless, para escolher o coordenado para cada dia, mas é apenas a forma escolhida por Olivier Rousteing, diretor criativo da Balmain, para apresentar a coleção cruise da marca. Com avatars, o criador mostra as suas propostas aos compradores, num showroom digital em 360º, apresentado pelo próprio designer numa versão virtual (incrivelmente semelhante ao verdadeiro).

Além de exibir peças para os géneros feminino e masculino – das quais se destacam vestidos que abraçam o corpo, casacos com ombros largos ou saias assimétricas -, Rousteing conta a história por trás da coleção, através de vídeos, e traz, como não poderia deixar de ser, um «exército Balmain» de modelos virtuais para revelar looks-chave, avança o WWD. Tudo isto dentro de uma versão online do número 44 da Rua François 1er, em Paris, o espaço onde o fundador da maison, Pierre Balmain, abriu o primeiro atelier, em 1945. «Vai ser como se estivéssemos a entrar no mundo Balmain de muito longe, mas, ao mesmo tempo, sentindo que está realmente perto», disse o criador, em entrevista ao Women’s Wear Daily.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Welcome to the Virtual Balmain ShowRoom 💕💗 👛 Heritage meets technology

Uma publicação partilhada por OLIVIER R. (@olivier_rousteing) a

O avatar do designer

«Desculpem, mas não um Olivier não era suficiente», escreveu o diretor criativo da casa francesa, em tom de brincadeira, numa publicação no Instagram. Nessa, mostrava, ao detalhe, a figura criada em 3D do próprio Rousteing para apresentar a coleção. Em declarações ao WWD, adicionou que era importante, para si, que o avatar conseguisse representar «verdadeiras expressões e emoções», de modo a aproximar os consumidores. Assim, gravou também a sua voz para a narração da apresentação.

Este showroom virtual foi pensado essencialmente para potenciais compradores – será criado um outro, possivelmente noutro formato, para imprensa – e apenas poderá ser acedido com uma palavra-passe.