Esta Nova Coleção da Calzedonia é Feita de Garrafas de Plástico Recicladas

Para o outono/inverno, a marca desenvolveu meias, collants e leggins mais sustentáveis. Por: Inês Aparício Imagens: © D. R.

As marcas não o conseguem ignorar: o caminho a seguir é, efetivamente, pela sustentabilidade. E a Calzedonia é mais uma das que decidiu continuar o seu percurso de mãos dadas com o ambiente. Provando-o, desenhou uma coleção de outono/inverno 2020-21 com recurso a fio Relife, um material que resulta de fibras de algodão reutilizáveis e poliéster reciclado, provenientes de garrafas de plástico.

Composta por collants, leggins e meias, a nova linha mais verde (mas não literalmente, ainda que as meias curtas tenham detalhes desta cor) da insígnia é certificada, sendo que o fio Relife obteve reconhecimento internacional pelo Global Recycled Standard. Disponíveis em três densidades diferentes (40, 60 e 80), os collants são produzidos em Itália, com uma uma fibra designada por Q-NOVA ® by Fulgar, obtida através de matérias-primas regeneradas que permitiram reduzir o consumo de água em 90% e a emissão de dióxido de carbono em 80% por cada quilo de fibra.

Um caminho mais sustentável

Porém, não é apenas desta forma que a Calzedonia tem procurado ser mais sustentável. Além das embalagens feitas de materiais ecologicamente sustentáveis e com o selo FSC em que passou a enviar as suas peças, tem conseguido «poupar no consumo de água, reduzir as emissões de CO2 e, em geral, o consumo de energia não renovável, evitando a utilização de químicos nocivos, bem como poupando o desperdício», avança a marca, em comunicado.