Um Resumo da MET Gala 2019 Pelos Oito Momentos Mais Memoráveis do Evento

Para que não sofra de FOMO (fear of missing out), reunimos os pontos-chave da gala. Imagens: © GTRESONLINE.

Ousadia, exuberância e fantasia definiram a MET Gala de 2019. De facto, nem se esperava outra coisa. O tema deste ano do evento exigia que os convidados saíssem das suas zonas de conforto (exceto Lady Gaga e Katy Perry, para quem era just another day at the office) e interpretassem o «Camp: Notes on Fashion» em grande.

Foi assim que a história da gala continuou a ser escrita. E para que perceba todos os memes e conversas partilhadas nas redes sociais, reunimos, em baixo, os momentos mais memoráveis da noite de segunda-feira, 6 de maio.

Lady Gaga em versão matriosca

A cantora esteve mais de 15 minutos na passadeira vermelha e cada segundo foi precioso. Gaga começou por subir as escadas do Metropolitan Museum of Art com um volumoso casaco cor-de-rosa, fechado como se de um vestido se tratasse, que ocupava parte da passadeira vermelha com a longa cauda segura por seis pessoas com guarda-chuvas. Porque para Lady Gaga não é por menos. Depois de posar para as câmaras, a apresentadora do evento (ao lado de Harry Styles, Alessandro Michele e Ashley Williams), ajudada pelo stylist, retirou o casaco, exibindo um vestido de baile negro com um decote em coração. Mas obviamente que a protagonista de Assim Nasce Uma Estrela não ficou por aí. Ainda na passadeira vermelha, a cantora apresentou-se com um vestido fucshia até aos pés e terminou a performance a puxar um carrinho com chapéus cor de rosa com apenas uma lingerie preta, repleta de brilho, e meias de rede.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

#METGALA #METGAGA 1️⃣

Uma publicação compartilhada por Lady Gaga (@ladygaga) em

Arrojada como só Lady Gaga sabe ser? Anna Wintour diz que sim. Quando um jornalista da Variety questionou a editora da Vogue americana se alguém a conseguirira superar, esta terá respondido que «não conseguem».

A entrada majestosa de Billy Porter

Quem é Cleopatra ao lado de Billy Porter? Quando falamos da entrada no Met gala, a resposta é ninguém. O cantor chegou à passadeira vermelha da MET Gala carregado por seis homens em tronco nu, vestidos apenas com calças douradas e acessórios do mesmo tom. Quando baixaram a cadeira onde este vinha, Billy Porter abriu as asas e voou para dentro do museu (não sem antes posar em pé, claro).

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

The Category Is: Old Testament Realness. Thank you @voguemagazine / @chrisjallaire for chatting with us about tonight’s #metgala2019 look. Link in bio. ⠀ Creative Direction and Styling for all by @sammyratelle for @rrrcreative Agency ⠀ Styling Assistant: @ashleymarienyc⠀ Make-Up by: @lasonyagunter⠀ Custom Look: @theblondsny⠀ Custom Shoes: @giuseppezanotti⠀ Jewelry by: @oscarheyman @andreolifinejewelry @johnhardyjewlery @mordekaiofficial ⠀ Make-up provided by @patmcgrathreal Egyptian Litter & Carrier Designs by @nicolasputvinski⠀ Carrier Make-Up by @facebygoran @ashleyvictoriamua⠀ Mr. Porter’s Broadway Carriers: @julius_anthony @taurenje @kellenstancil @thejoshdrake @lap_nyc @doniejunior ⠀ ⠀ Photo by Theo Wargo @gettyimages

Uma publicação compartilhada por Billy Porter (@theebillyporter) em

Celine Dion pensava que ia acampar no MET

O que têm em comum Celine Dion e todos os que ouviram o nome do tema do MET Gala deste ano? Nenhum sabia exatamente o que «Camp» significava. A diferença é que a cantora pensava que ia acampar no museu. «Fiquei um pouco confusa quando ouvi a temática. Pensei que significava acampar. Vamos acampar! Vamos estar no MET e todos vão dormir toda a noite juntos. Mas afinal não», admitiu a artista numa entrevista ao E!News. Mas ainda bem que não aconteceu, ou seria complicado deitar-se com o acessório que levou na cabeça e o vestido Oscar de la Renta.

Katy Perry ilumina a passadeira vermelha

Em Chandelier, Sia pode cantar que se vai balouçar num candeeiro, mas Katy Perry foi, ela própria, um candelabro. Que, atenção, de acordo com o que a cantora disse, a brincar, aos jornalistas, acendia com o poder do seu coração. E também cantarolou o refrão da mesma música em plena passadeira vermelha da Met Gala.

Zendaya torna-se em Cinderela na passadeira vermelha

O bibbidi-bobbidi-boo que a fada madrinha profere para transformar magicamente a roupa de Cinderella num vestido baile (que volta ao normal aquando das doze badaladas) acontece, na história, antes desta chegar ao palácio. Mas para Zendaya o cenário foi outro. Já na passadeira vermelha da Met Gala, o stylist da atriz apontou-lhe uma varinha mágica que iluminou o coordenado da autoria de Tommy Hilfiger.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Underneath the magic. Thank you to all the very very smart people who somehow built and made this dress work💙

Uma publicação compartilhada por Zendaya (@zendaya) em

Mas o momento Cinderela não ficou por aí. Zendaya deixou ainda um sapato de cristal nas escadas. Não bateram as doze badaladas, mas chegara a altura de entrar no museu.

Jared Leto leva a expressão «perder a cabeça» (quase) literalmente

Um Jared Leto era pouco, por isso o cantor decidiu levar mais uma parte de si para a passadeira vermelha. Uma cabeça. Sim, uma cabeça. Tal como aconteceu na apresentação da coleção de outono-inverno 2018 da Gucci, durante a Semana de Moda de Milão. Mas esta, que terá demorado seis meses a ser concretizada, acabou nas mãos de várias celebridades, como Shawn Mendes ou as irmãos Jenner, para várias fotografias. A questão que importa é: será que alguma vez o cantor sentiu que perdeu a cabeça?

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

#MetGala2019 Thx to @gucci @alessandro_michele @vogue for having us. Head down to the comments to share your puns #jaredshead

Uma publicação compartilhada por JARED LETO (@jaredleto) em

Serena Williams termina o volumoso vestido com umas sapatilhas

O conceito de «beauty is pain» não entra no vocabulário de Serena Williams. Os sapatos altos ficam em casa quando o evento implica estar em pé mais de meia hora e, como a MET Gala ia demorar mais a tenista preferiu calçar umas sapatilhas. A escolha desta recaiu sobre umas Nike by Off-White amarelas, com o símbolo da marca com as costuras à vista, para completar o vestido na mesma cor, adornado com folhas cor-de-rosa e ombros volumosos.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

#MetGala 2019. Co-Chair of CAMP. Thank you @versace for bringing camp to the carpet and @audemarspiguet for keeping me on time.

Uma publicação compartilhada por Serena Williams (@serenawilliams) em

O vestido de Gisele Bündchen que era rosa, mas também verde

Se achava que esta era mais uma daquelas vezes em que uns dizem que é um vestido azul e preto ou branco e dourado ou, mais recentemente, umas sapatilhas rosa ou verde água, pode ficar descansada. Agora, é muito mais simples do que um debate na internet. Para a MET Gala, Gisele Bündchen escolheu um vestido comprido e cor-de-rosa, metalizado, mas amigo do ambiente. A peça sustentável foi criada especialmente para Gisele por Maria Grazia Chiuri, a diretora criativa da Dior.

Agora que está a par dos momentos mais marcantes da noite, veja na galeria, em baixo, todos os looks da MET Gala.