Michael Kors Abandona o Calendário Oficial da Semana de Moda de Nova Iorque

Esta irá, tal como a Gucci, apresentar apenas duas coleções por ano. Por: Inês Aparício Imagens: © Imaxtree.

A pandemia veio trazer várias incertezas não só ao universo da Moda, mas ao mundo no geral. Contudo, depois de meses de dúvidas e de alterações aos planos iniciais, alguns designers começam a alinhar as suas apresentações e próximas coleções. Um deles é Michael Kors que admitiu abandonar o calendário oficial da Semana de Moda de Nova Iorque, passando a exibir as suas propostas para a primavera/verão 2021 entre os meses de outubro e novembro.

«Há muito tempo que penso que o calendário da Moda precisa de mudanças», revelou o criador em comunicado de imprensa, citado pela Vogue. «É entusiasmante ver o diálogo dentro da comunidade da Moda no que ao calendário diz respeito – desde Giorgio Amani a Dries Van Noten, Gucci, Yves Saint Laurent ou às maiores marcas de vários pontos do globo – relativamente a formas como podemos abrandar o processo e melhorar os nossos métodos de trabalho. Todos tivemos tempo para refletir e analisar as coisas, e penso que muitos concordam que é tempo para uma nova abordagem e uma nova Era», declarou.

Por trás desta decisão estão uma série de timings que, de acordo com o designer, entrariam em conflito. «É imperativo que demos aos consumidores tempo para absorver as propostas do outono, que irão chegar apenas em setembro, e não os confundir com a elevada dimensão de ideias adicionais, novas estações, produtos e imagens», frisou.

Duas vezes por ano

Acompanhando a direção tomada por Alessandro Michelle na Gucci, Kors pretende deixar para trás as coleções resort e pre-fall, focando-se inteiramente nas linhas para as estações quentes e frias. Assim, passará a produzir e apresentar apenas duas coleções por ano, numa estratégia voltada essencialmente para as vendas. «Penso ser importante voltar à ideia de que setembro e março são o meses-chave no começo da época de venda para os consumidores», disse, acrescentando que é nesse momento que «os conteúdos editoriais e nos meios de comunicação atingem o pico, a meteorologia começa a mudar e é quando as pessoas começam a preparar-se para absorver novas coleções e produtos». «Tendo tudo isto em conta, iremos também reavaliar quando a coleção de outono é lançada para a imprensa e o público – o mais provável é que aconteça entre meio de março e meio de abril», esclareceu.

Com este movimento, Michael Kors aproxima, assim, os momentos de apresentação das coleções e de venda das mesmas. «Antes do final da década de 90, as coleções de primavera eram apresentadas, em Nova Iorque, entre o final de outubro e o início de novembro, depois das coleções de Paris. Esse calendário esteve em vigor durante várias décadas e funcionava bastante bem. Particularmente nesta altura, com a velocidade das redes sociais, mostrar uma coleção mais perto de quando será entregue faz mais sentido para mim», completou.