O Grupo Kering Voltou A Fazer Doações Para Apoiar O Combate Ao Novo Coronavírus

Desta vez, o conglomerado de luxo decidiu apoiar as instituições de saúde brasileiras. Por: Inês Aparício Imagens: © Imaxtree.

Ao longo dos meses de março e abril, quando o novo coronavírus era efetivamente uma novidade e atingia intensamente a Europa, foram várias as marcas de Moda que decidiram apoiar os profissionais de saúde na frente da luta contra a covid-19 e ajudar os mais afetados pelas consequências da pandemia. Com o passar do tempo, esse movimento parece ter abrandado. Mas não ficou esquecido. Que o diga a Kering, que fez uma nova doação neste sentido.

De acordo com a Glamour Brasil, o grupo composto por marcas como a Gucci, Balenciaga ou Yves Saint Laurent contribuiu com 1.6 milhões de reais (o equivalente a cerca de €265 mil) para a redução da propagação do vírus entre profissionais de saúde e doentes brasileiros. O dinheiro será entregue entre cinco e oito instituições do país, com o objetivo de adquirir material que garanta uma triagem mais segura para os pacientes, avançou a revista.

Outras doações do conglomerado de luxo

Esta não foi, de longe, a primeira doação do grupo para a mesma causa. Aliás, foram várias as contribuições milionárias para vários pontos do globo, como a China, Itália, Estados Unidos e França.

É de salientar que, individualmente, algumas das marcas que fazem parte da Kering também apoiaram o combate à expansão da covid-19. Marco Bizzarri, diretor executivo e presidente da Gucci, doou 100.000 euros para a Ausl IRCCS di Reggio Emilia, a entidade que engloba oito hospitais na zona da Emilia Romagna, no norte de Itália. Além disso, a marca decidiu produzir e doar 1.1 milhões de máscaras, assim como 55.000 fatos médicos, para os profissionais de saúde italianos.

Também a Yves Saint Laurent e a Balenciaga seguiram o mesmo caminho, tendo preparado as suas fábricas, em França, para produzir máscaras. Em nota de imprensa publicada no site do conglomerado, garantiram que ambas iriam cumprir as «medidas de proteção rígidas para garantir o bem-estar» dos trabalhadores.