A Karl Lagerfeld Agora Vai Passar a Ter Também Roupa Interior

Mais uma marca a apostar as cartas nesta categoria. Por: Inês Aparício Imagens: © D. R.

Pelos vistos, a Zara não é a única marca a mergulhar, recentemente, no oceano da lingerie. Também a Karl Lagerfeld decidiu, agora, fazê-lo, lançando, pela primeira vez, uma coleção de roupa interior e loungewear. E a explicação para esta aposta parece simples: a pandemia trouxe o conforto como palavra de ordem e os consumidores não querem outra coisa.

«Enquanto a nossa marca continua a inovar as suas coleções dinâmicas, estamos entusiasmados por desenvolver uma categoria com um potencial tão grande», declarou Pier Paolo Righi, diretor executivo da marca fundada pelo designer homónimo, em comunicado citado pelo WWD. «Com a roupa interior, podemos levar além a estética icónica de Karl Lagerfeld de um forma nova e fresca – enquanto nos conectamos com novos consumidores», adicionou.

A coleção

A linha, pensada com a comodidade e praticidade em primeiro lugar, foi integralmente desenvolvida com «algodões premium e misturas de materiais luxuriosas», garantiu a insígnia. No caso das peças para o género feminino, a caxemira faz parte das escolhas da Karl Lagerfeld, especialmente numa sweatshirt, hoodie, túnica, calças largas e num cardigan de cruzar.

No que à estética diz respeito, a coleção de mulher varia entre o desportivo – com peças em que um elástico, no qual se pode ver o logo da marca, terminam cuecas, soutiens e calças de fato de treino – e o elegante, surgindo opções como bralettes, soutiens e um body em renda, além de um robe, camisolas, calças e calções mais casuais. «Não importa o dia ou a ocasião, qualquer conjunto começa com a roupa interior. Quer seja escondido por baixo [da roupa], quer utilizado enquanto parte do coordenado, estas peças têm a capacidade de criar um look completo», salientou Hun Kim, diretor de design da marca, ao mesmo órgão de comunicação.

Disponível a partir desta sexta-feira, 13 de novembro, a coleção fará parte do catálogo online, não só da própria Karl Lagerfeld, como da plataforma de e-commerce alemã, Zalando. Já em janeiro, as peças poderão ser também adquiridas nas lojas físicas da insígnia.