Jeremy Scott e a Moschino Estão a Ser Acusados de Plágio Por uma Jovem Designer

As semelhanças são realmente notórias. Por: Vítor Rodrigues Machado -- Imagens: © Imaxtree.

Depois de em 2015, Jeremy Scott ter sido acusado (e processado) de plágio pelo graffiter Joseph Tierney, devido à coleção de outono-inverno 2015/16 que desenhou para a Moschino, o designer volta a ter o seu nome envolvido num caso semelhante. Desta vez, a acusação parte de uma jovem designer norueguesa, Edda Gimnes, que apresentou a sua coleção para a primavera-verão 2017 na semana de moda de Londres.

A denúncia foi feita através de uma publicação no Instagram, onde Gimnes – que havia sido entrevistada por alguém da Moschino, em Nova Iorque, no passado mês de novembro de 2017, e a quem tinha mostrado todo o seu trabalho – afirmava que o diretor criativo da Moschino se havia inspirado na suas linhas de primavera-verão 2016 e 2017 para desenhar a nova coleção da marca italiana para a primavera-verão 2019.

«Hoje acordei extremamente desapontada com uma caixa cheia de mensagens de pessoas que conhecem o meu trabalho e que viram o desfile de ontem da Moschino» escreveu na legenda, um dia após a apresentação. «Percebo que trabalhamos numa indústria em que nos inspiramos mutuamente e, como se diz, a imitação é o melhor elogio. Mas é [um fenómeno] desencorajador de assistir, especialmente depois de ter me encontrado com alguém da Moschino, em Nova Iorque, em novembro do ano passado, e mostrado a essa pessoa todo o meu trabalho e os meus esboços e ideias originais. Ver o desfile da Moschino, ontem, faz-me sentir triste e sinto-me magoada que alguém, de acordo com a minha opinião, tenha inquestionavelmente usado as minhas coleções de SS16 e SS17 como inspiração sem me dar qualquer crédito. Enquanto jovens designers estamos muito vulneráveis e eles provavelmente pensaram que isto passaria despercebido. Vou garantir que isso não aconteça. Vejam as fotos do desfile da Moschino, ontem, e decidam por vocês próprios» rematou.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Today I woke up extremely disappointed and to a full inbox of people who know my work and saw yesterday’s Moschino collection. I understand we are in an industry that carries inspiration from each other and as it is said, imitation is the greatest form of flattery. But it is disheartening to see, after having a meeting with someone from Moschino in New York in November last year. showing this person absolutely ALL My work and My original sketchbooks and ideas. Seeing the Moschino show yesterday makes me so sad and I feel so hurt that someone has, the way it looks to me,unquestionably used my SS16 and SS17 collections as inspiration without granting me any credit. As a young designer one is so vulnerable and they probably think that this would go unnoticed. I will make sure it doesn’t. Have a look at the pictures from their show yesterday and make up your own minds!! @moschino @diet_prada

Uma publicação compartilhada por EDDA GIMNES (@edzgimnes) em

E como é possível ver nas imagens partilhadas por Gimnes, as semelhanças são de facto inquestionáveis, tanto na utilização dos riscos como elemento gráficos para criar padrões e estampados, como também na combinação de cores.

Após a denúncia, fica por responder se a designer pretenderá avançar com algum processo judicial contra a marca e o seu diretor criativo.