#ELLEstaylocal: Wheat & Rose, a Marca Que Quer Perdurar de Geração em Geração

O conforto e a intemporalidade fazem parte do ADN da insígnia de Maria Trigo da Roza Veloso. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Maria Trigo da Roza Veloso sempre sonhou ter uma marca que aliasse «conforto com qualidade e requinte». Foi exatamente por isso que, no momento das candidaturas ao ensino superior, acabou por escolher uma licenciatura em design de moda e, posteriormente, um mestrado em gestão. Com estas bases – e muita ponderação -, deu vida, em maio do ano passado, à Wheat&Rose, um reflexo seu e do que sempre imaginou. A comodidade que ansiava está lá, assim como a versatilidade e a intemporalidade, as chaves para que as peças perdurem para sempre e passem de geração em geração.

Maria Trigo da Roza Veloso, fundadora da Wheat & Rose.

O que a levou a criar este projeto?

Sempre quis ter uma marca em que pudesse expressar a minha criatividade e a minha forma de estar no mundo. A Wheat & Rose não poderia ser uma maior representação disso, por isso estou muito feliz com o resultado!

Qual é a história por trás do nome?

Como já referi, a Wheat & Rose é uma marca que reflete muito a minha personalidade e sentido estético, não fosse o seu nome o meu apelido – Trigo (Wheat) da Roza (Rose). É uma marca inspirada na minha bisavó – Angela Trigo da Roza. A minha bisavó viveu entre Hong Kong e Portugal, onde teve acesso a, por um lado, ao requinte asiático, por outro, à simplicidade/autenticidade portuguesa. Por essa mesma razão, toda a marca assenta no conceito de simplicidade e requinte. A nossa missão é oferecer a todas as nossas clientes peças versáteis, confortáveis e requintadas com um design intemporal e qualidade, que à semelhança do tempo das nossas avós, lhes permitam passar de geração em geração.

O que foi mais complicado no processo de criar uma marca?

Sempre fui muito perfeccionista comigo e com aquilo que faço. Foi um desafio ganhar a confiança para sentir que a marca estava bem o suficiente para lançar. Questões como «será que vou ser capaz?» ou «com tantas marcas no mercado, como é que me vou diferenciar?» eram bastante frequentes na minha cabeça. À medida que a marca foi crescendo, essa insegurança diminuiu e hoje posso dizer que estou bastante confiante do meu caminho com a Wheat & Rose!

Qual foi a razão para nunca desistir?

Sempre quis ter exatamente esta marca. Fiz uma licenciatura em design de moda e um mestrado em gestão precisamente com esse objetivo. Acima de tudo, acredito mesmo no conceito: conforto com qualidade e requinte. E claro, a satisfação das minhas clientes. São elas que me fazem sentir que estou no caminho certo.

Qual foi o melhor momento ou história da marca até hoje?

Até agora, acho que foi este. Sempre quis fazer parte da vossa revista. Acho que é sinal que estou a fazer alguma coisa bem!

Como é que a sua marca faz a diferença?

A Wheat & Rose faz a diferença através do conforto, qualidade e requinte das suas peças.

O que ainda falta conquistar?

Tanta coisa. Estou muito satisfeita com o que tenho conquistado até à data, mas o objetivo é crescer, internacionalizar e eventualmente ter uma ou mais lojas próprias.

O que mais precisa neste momento para chegar onde quer?

Trabalho e tempo para aprender e crescer.

Quais os maiores motivos para comprar português?

É sem dúvida uma fase complicada para qualquer negócio português. Com a pandemia e o turismo a diminuir, todos sentimos dificuldades de uma forma ou de outra. Por essa razão, sinto que devemos apoiar o que é nosso e tentar elevar todos os portugueses que estão a passar por dificuldades. Tenho o privilégio de trabalhar com vários fornecedores, costureiras e modelistas portugueses que não só fazem um trabalho fantástico, como têm um brio enorme em tudo o que fazem. Acho que isso deve ser reconhecido. Como marca e como cliente, acredito na qualidade da confeção portuguesa.

Que outra marca/espaço português a inspira e porquê?  

A loja NOSSA concept. Pelas pessoas e marcas que estão por trás do espaço. São todos pessoas maravilhosas, criativas e generosas, e isso é fantástico! Também gosto muito da marca IMAUVE. Não conheço a designer pessoalmente, mas as coleções são sempre lindíssimas.

_ _ _ _

#ELLEstaylocal

Apoiar e dar conhecer projetos portugueses é a missão da rubrica #ELLEstaylocal. Acreditamos que hoje é mais importante, que nunca, comprar português. É importante não deixar que marcas de qualidade se percam na espuma da pandemia.

#ELLEstaylocal: Näz, a Marca Que Apresentou a Moda Sustentável a Portugal