#ELLEstaylocal: ISTO, a Marca Que Faz Básicos de Guarda Roupa 100% Nacionais

Uma t-shirt e uma camisa nunca passam de moda. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

A ISTO. foi criado pelo Pedro Palha, Pedro Gaspar e Vasco Mendonça a 30 de Junho de 2017. Independência, Sustentabilidade, Transparência e (materiais) Orgânicos são os quatro ingredientes que fazem a ISTO. E não é só porque cada letra corresponde a um dos pilares da marca, é também porque era mesmo isto que os fundadores da marca queriam: peças intemporais, de boa qualidade e 100% nacionais.

O que te levou a criar este projeto?

A ideia foi sendo construída ao longo do tempo, mas surgiu de alguns princípios básicos e que, desde sempre, são pilares da marca: sempre tivemos uma grande afinidade por roupa de boa elevada qualidade, simples, sem logótipos, feita em Portugal; mas a verdade é que acabávamos por não ter capacidade de compra. A par disso, estávamos, já em 2016, super conscientes para as más práticas da indústria da moda fast fashion, e achámos que era tempo de pegar nestas ideias e ir em busca das melhores fábricas em Portugal.

 

Qual é a história por trás do nome?

Para além de ser exatamente isto que queríamos fazer, ISTO. serve de acrónimo para Independent (somos 4 tipos sem qualquer ligação a investidores ou empresa podendo, desta forma, tomar as decisões que melhores achamos), Superb/Sustainable (procuramos a melhor qualidade possível e que durem o mais tempo possível), Transparent (modelo de negócio totalmente transparente onde mostramos os preços de produção de todos os produtos) e Organic (só trabalhamos com materiais orgânicos como algodão orgânico e linho). Para além disso é português.

 

O que foi mais complicado no processo de criar uma marca?

De início o mais complicado teve que ver com o processo produtivo, arranjar fábricas, quantidades mínimas para assegurarmos a produção com os fornecedores que queríamos, assim como o investimento inicial que foi totalmente desembolsado pelos sócios e reinvestido até aos dias de hoje.

 

Qual foi a razão para nunca desistires?

Acreditamos em ser a marca portuguesa de referência. E queremos mostrá-la ao Mundo.

 

Qual foi o melhor momento ou história da marca/espaço até hoje?

Felizmente temos tido bons momentos ao longo dos últimos 2 anos e 10 meses, mas um dos últimos que nos marcou foi o facto do Devendra Banhart, um cantor e ídolo para nós, ter vestido a nossa camisa num concerto em Lisboa no início do ano e ter tocado um concerto para a Antena 3 também com ela. Já ouvimos muito Devendra na nossa vida…

 

Como é que a tua marca faz a diferença?

Acreditamos que a ISTO. faz a diferença pelo seu posicionamento simples, sofisticado, pela qualidade, transparência e sustentabilidade do negócio. Gostamos de pensar que de uma forma simples podemos ser uma lufada de ar fresco para o ritmo frenético dos dias de hoje.

 

O que ainda falta conquistar?

Sentimos uma enorme vontade de nos estabelecermos como a marca de roupa portuguesa de referência (sabendo, obviamente, o que isso significa e o longo caminho pela frente) e, ao mesmo tempo, termos uma presença cada vez mais relevante no mercado europeu e dos USA. Daremos, sempre, passos conscientes, sustentáveis e nunca maiores do que a perna. Mas a vontade está aqui.

 

O que mais precisas neste momento para chegares onde queres?

De uma forma muito objetiva e transparente, a ISTO. está em crescimento e, como tal, os níveis de investimento começam progressivamente a aumentar. Expandir a colecção e expandir a equipa para constantemente melhorar o trabalho, assim como chegar a novos mercados e clientes.

 

Quais os maiores motivos para comprar português?

Para além da sustentabilidade que isso traz, acreditamos que Portugal, na indústria têxtil, está na vanguarda da qualidade e com capacidade para continuar atrativo para os maiores players do mercado.

 

Diz-me outra marca/espaço português que te inspire e porquê?

Vou dizer a primeira que veio à cabeça, que gosto muito e com os valores alinhados com os nossos: Esporão.