#Ellestaylocal: A C.R.T.D é Uma Das Marcas Preferidas de Madonna

Nasceu no Quénia, mas é bem portuguesa. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Miguel Marques da Costa fez da adversidade uma oportunidade quando em 2017, depois de ficar sem trabalho decidiu arriscar e criar a sua própria marca. A C.R.T.D é uma das marcas portuguesas que já conquistou Madonna e ainda há muito caminho para traçar.

Miguel Marques da Costa é o fundador da C.R.T.D.

O que te levou a criar este projeto?

Gosto de acreditar que foi o destino. Estava de férias no Quénia e recebi um e-mail que cancelava o meu trabalho que ia começar quando voltasse para Portugal. Acabei por prolongar a minha viagem e descobri uma fábrica com tecidos especiais, lindos. Passados alguns meses decidi lançar a C.R.T.D. Com uma primeira coleção desenvolvida a partir desses materiais.

Qual é a história por trás do nome?

Nas primeiras coleções da marca criei camisas (depois calças, t-shirts e acessórios) a partir destes materiais; mas a ideia inicial sempre foi fazer uma curadoria de nomes ligados à Moda e às artes e desenvolver peças a partir desta premissa da colaboração. O nome C.R.T.D. é uma abreviatura para CURATED, uma pista para esta vontade de criar uma montra de talentos que fazem parte do universo da marca.

O que foi mais complicado no processo de criar uma marca?

Na verdade foi a minha inexperiência – nunca tinha trabalhado em Moda e tudo o que aprendi foi por tentativa e erro. Tenho a sorte de ter amigos que me ajudaram e orientaram ao início.

Qual foi a razão para nunca desistires?

A minha família e os meus amigos mais próximos sem dúvida. Estou rodeado de pessoas incríveis que me inspiram todos os dias.

Qual foi o melhor momento ou história da marca até hoje?

A Madonna ser fã da marca e postar fotografias no Instagram em que está a usar diferentes camisas.

Como é que a tua marca faz a diferença?

Nunca quis criar coleções de verão ou inverno. E estar condicionado pelo calendário da Moda. A minha ideia é ter liberdade para lançar novos produtos quando faz sentido e, desta forma, não produzo quantidades que não vou vender. Esta indústria é demasiado rápida, ou ‘acelerada’ – produzem-se quantidades a mais antes de tempo, continua a ser uma das áreas menos sustentáveis. A C.R.T.D. faz a diferença porque é uma marca para todos – não tem género nem idade.

O que ainda falta conquistar?

Gostava de explorar esta ideia de colaborar com outras marcas, artistas ou designers.

O que mais precisas neste momento para chegares onde queres?

Quero evoluir, crescer e aprender. Preciso de ganhar experiência para que a minha marca se torne tão sólida e interessante como eu a imagino.

Quais os maiores motivos para comprar português?

Mais que comprar português, para mim é importante alimentar pequenas marcas e empresas. Acho interessante existir uma troca internacional de criatividade, técnica e talento, ainda que emergentes.

Diz-me outra marca/espaço português que te inspire e porquê?

Gosto muito do trabalho da Constança Entrudo – o trabalho de manipulação de materiais é único, as coleções têm uma identidade, há uma coerência que considero importante para definir um caminho para uma marca ou designer.

 

———————–

#ELLEstaylocal

Apoiar e dar conhecer projetos portugueses é a missão da rubrica #ELLEstaylocal. Acreditamos que hoje é mais importante, que nunca, comprar português. É importante não deixar que marcas de qualidade se percam na espuma da pandemia.

#ELLEstaylocal: Salomé Faria, a Veterinária Que Criou Uma Marca de Jóias

#ELLEstaylocal:Terra Saboaria Artesanal, Uma Marca Que Protege o Planeta