Diane Von Fürstenberg Deixa de Usar Pelo Animal nas Suas Coleções

Para além deste, também o uso de pele de animais exóticos será banido das suas linhas. Por: Vítor Rodrigues Machado -- Imagem: © GTRESONLINE.

A mudança de consciência na indústria da moda, no que ao uso de pelo animal diz respeito, parece estar a impactar cada vez mais designers/diretores criativos. E a mais recente marca a ser exemplo disso é a de Diane Von Fürstenberg, que acaba de anunciar que irá deixar de usar, definitivamente, este material.

De acordo com o WWD, a decisão de abandonar o uso de pelo animal terá a ver não só com uma preocupação ética e de impacto ambiental (uma vez que as quintas de produção de pelo criam uma enorme quantidade de desperdício tóxico) como também de exigências dos próprios clientes, que cada vez mais dão preferência ao pelo sintético.

Em comunicado, a chefe executiva da DVF, Sandra Campos, escreveu: «Chegou a hora de nós fazermos parte desta mudança e aceitarmos a responsabilidade de assegurar que não promovemos a matança de animais em nome da moda. Comprometemo-nos a apoiar esta mudança para uma indústria mais ética e sustentável ao providenciar ao consumidor alternativas mais sofisticadas e inovadoras».

Mas não é só o pelo que estará banido das coleções da marca, pois como afirmou Campos no mesmo texto também as peles de animais exóticos serão excluídas. «A partir de 2019, a DVF não incorporará mais o uso de peles exóticas, mohair, angora ou pelo».

Atualmente, a presença do pelo animal nas coleções da marca era apenas de 15%, mas, ainda assim, esta medida não deixou de ser aplaudida pela PETA.

 

Antes de abandonar o uso do pelo a marca já havia revelado no passado mês de julho que iria deixar de incluir lã mohair nas suas linhas, após a PETA ter exposto os maus tratos a que os animais estavam sujeitos nas quintas onde a lã era produzida.

Diane Von Fürstenberg junta-se assim a marcas como a Burberry, Michael Kors, Versace, Furla, Gucci, Jimmy Choo, Calvin Klein, Ralph Lauren, Anthropologie, Asos, BCBG Max Azria, Gap e, claro está, Stella McCartney.