#ELLEstaylocal: DCK, A Marca de Calções de Banho Que Até O Presidente Vestiu

Sim, o próprio Marcelo Rebelo de Sousa. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Porque trazer uma caneca, um postal ou uma t-shirt com a expressão «I love Bali» de uma qualquer loja de lembranças da Indonésia era demasiado mainstream, Diogo, Costa e Kiko decidiram, em vez disso, trazer uma ideia para um negócio. Foi assim que, em 2009, decidiram unir as iniciais dos seus nomes e dar vida à DCK, uma marca de fatos de banho para homem. Com o passar do tempo, seguiram caminhos diferentes, mas Duarte Costa manteve a insígnia a respirar, entre os dois irmãos e dois primos que detêm agora a marca já usada por atores, jogadores de futebol e até o Presidente Marcelo.

O que vos levou a criar este projeto?

Na Legian Street, em Bali, havia, na altura [em 2009], muitas lojas a vender roupa de imitação de grandes marcas (Quiksilver, Billabong, Rip Curl, etc) e uma das coisas que se via mais à venda eram fatos de banho muito baratos. Como este produto custava normalmente €60/70 em Portugal, os três decidiram procurar a fonte e trazer um monte desses fatos de banho na mala de volta para Portugal, pois garantidamente ia ter muita procura. Esta «brincadeira» inicial repetiu-se nos anos seguintes até que, num momento, um dos três amigos, já quando os outros se tinham lançado em projetos diferentes, decidiu dar o próximo passo e tentar profissionalizar a marca. Foi criada uma estrutura e começou a ser levado adiante o potencial que entretanto se confirmou que existia.

Hoje, a marca pertence a dois irmãos e dois primos e tem vindo a crescer substancialmente a cada ano. Temos vários pontos de venda, um pouco por todo o Mundo, uma loja online verdadeiramente internacional e uma flagship store no Chiado (Rua da Misericórdia, número 63).

Qual é a história por trás do nome?

São as iniciais dos três amigos que fizeram a viagem original a Bali – Diogo, Costa (Duarte, o fundador que se manteve) e Kiko.

O que foi mais complicado no processo de criar uma marca?

Para criar uma marca como a nossa, o capital é a principal dificuldade. Como somos uma marca sazonal, temos que ter o produto todo criado atempadamente, mas isso implica o investimento ser todo feito antes de começarmos a vender. Todos os anos fazemos um grande investimento muitos meses antes de começarmos a recuperar €1 desse investimento.

Qual foi a razão para nunca desistirem?

Acreditamos num resultado final – na concretização da nossa missão, que é sermos a maior marca de fatos de banho de homem Mundial. Até o conseguirmos ser, nada nos vai parar! Mesmo que no final sejamos algo diferente disso, tentámos e demos sempre o nosso melhor para conseguir chegar sem nunca desistir, apesar de muitas vezes ter sido difícil.

Qual foi o melhor momento ou história da marca até hoje?

Temos tido vários momentos de orgulho ao longo dos anos: desde os nossos fatos de banho serem usados por algumas das principais personalidades Mundiais – atores e músicos de Hollywood; jogadores de futebol do top 5 mundial ou até o Presidente da República -, passando por ver os nossos produtos serem usados em novelas e séries. Mas aquilo que nos dá mais prazer e nos orgulha mais é receber elogios e agradecimentos dos nossos clientes. Quando alguém nos envia um email inesperado a dizer que simplesmente adora aquilo que fazemos e que contribuímos para que tenha passado bons momentos – esses são os nossos melhores momentos!

Como é que a vossa marca faz a diferença?

Temos muitas preocupações – todos os nossos modelos são limitados, apostamos muito na qualidade e vendemos a um preço que consideramos justo para o cliente. Mas de tudo o que ocupa a nossa lista de cuidados, o futuro do planeta está em primeiro lugar. É por isso que temos dado largos passos na direção da sustentabilidade, tais como a nossa recente produção com Tecnologia CiCLO®, que reduz a persistência da poluição por microfibras de plástico nos oceanos e aterros sanitários; a produção com cânhamo, usando três vezes menos água; e ainda produzindo a partir de garrafas PET recicladas recolhidas no oceano

O que ainda falta conquistar?

O Mundo!

O que mais precisam neste momento para chegarem onde querem?

Continuar a crescer, dar a conhecer a cada vez mais pessoas, um pouco por todo o Mundo!

Quais os maiores motivos para comprar português?

Somos um povo muito, muito unido. Por isso, nesta altura mais que nunca, temos que nos apoiar mutuamente. Além disso, sabemos que ao comprar português estamos a ajudar a própria economia nacional, o crescimento do país como um todo e, consequentemente, estamos todos a ser beneficiados com isso.

Ao comprar português, estamos a comprar o produto final à marca, mas por trás disso estamos a ajudar pagar os salários dos seus trabalhadores, os salários dos fabricantes, as rendas aos senhorios, os impostos ao Governo que servem para pagar hospitais, escolas, etc. É um largo ciclo que é beneficiado com cada compra, independentemente do valor, no nosso país.

Digam outra marca/espaço português que vos inspire e porquê?

Poké House, o restaurante de comida havaiana. Apesar de termos alguns sócios comuns, sentimos que está a fazer um caminho verdadeiramente inspirador e brilhante. Vamos ouvir falar muito deste negócio brevemente.

——

#ELLEstaylocal

Apoiar e dar conhecer projetos portugueses é a missão da rubrica #ELLEstaylocal. Acreditamos que hoje é mais importante, que nunca, comprar português. É importante não deixar que marcas de qualidade se percam na espuma da pandemia.

#ELLEstaylocal: Cabinet of Curiosities, A Loja Que Dá Valor A Peças Únicas