#ELLEstaylocal: Cluoh, A Marca de Acessórios Que Diferencia Qualquer Coordenado

Os lenços, carteiras ou mochilas são estampados com padrões únicos. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Ana de Matos Oliveira era uma das pessoas que poderia usar o cliché «escolhe um trabalho de que gostes e nunca trabalharás um dia na vida» como e quando quisesse. Contudo, sonhava criar um projeto que refletisse a sua personalidade, algo apenas seu. Assim, quando fez 30 anos, decidiu que era o momento certo para «dar o salto» e, portanto, em setembro de 2018, nasceu o Cluoh, uma marca de acessórios que une a Moda e a ilustração.

Ana de Matos Oliveira, fundadora da Cluoh

O que te levou a criar este projeto?

Antes de criar a Cluoh, trabalhava na área da joalharia. Coordenava o departamento de marketing de uma empresa com marcas maravilhosas e adorava o que fazia, mas tinha o «bichinho» de criar algo à minha imagem e quando fiz 30 anos senti que era o momento certo para dar esse salto. No início, só tinha uma certeza: tinha que ser uma marca aliada à Moda, à ilustração e ao design.

Nunca o teria conseguido fazer sozinha e desafiei as pessoas certas a colaborarem no projecto comigo.

Qual é a história por trás do nome?

O nome Cluoh é o resultado da conjugação das palavras «clássico» e «clutches» com a interjeição «Oh!», a significar «espanto ou surpresa».

O primeiro produto da marca foram as clutches em pele. Peças com linhas clássicas, mas com estampados originais. A nossa filosofia é criar produtos originais, com um design muito «clean», mas com pormenores e detalhes que levem as pessoas ao efeito «Oh!».

O que foi mais complicado no processo de criar uma marca?

No meu caso, a fase mais difícil foi a procura de fornecedores, uma vez que não tinha qualquer conhecimento na área da marroquinaria.

Rapidamente, decidi que as clutches com estampado seriam o nosso produto de lançamento. O problema foi encontrar quem o conseguisse colocar em prática com a qualidade que pretendia. Em Portugal, os acessórios em pele sacrificam muito a criatividade em favor da qualidade e na minha cabeça não havia motivo para não juntar as duas. Foram longos meses de pesquisa e aprendizagem. Felizmente acabei por encontrar os parceiros certos e com quem continuamos a trabalhar.

Qual foi a razão para nunca desistires?

Ponderei bastante antes de tomar a decisão de criar um projecto de raíz, mas a partir do momento em que a ideia começou a ganhar forma, nunca mais pensei em desistir.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Clutch or shoulder bag. Which one do you prefer? 🖤

Uma publicação partilhada por OH EFFECT ⚡️ (@cluoh) a

Qual foi o melhor momento ou história da marca até hoje?

É muito difícil assinalar apenas um momento. Lembro-me perfeitamente do entusiasmo da primeira venda online, de chegar aos 1000 seguidores e de ver uma Cluoh pela primeira vez na rua. São inúmeros os momentos marcantes que vivemos quando lançamos uma marca e nós continuamos a comemorar as pequenas conquistas com a mesma euforia do primeiro dia.

Como é que a tua marca faz a diferença?

O principal elemento diferenciador da Cluoh e o que mais suscita o efeito «Oh!», está na associação da ilustração aos acessórios de Moda. Os lenços estampados são um dos produtos com mais volume de vendas da marca e os desenhos são todos únicos, desenhados por nós ou criados em parceria com criativos externos à marca. Temos parceria com a ilustradora sueca Stina Persson, com a portuguesa Mariana Dimas e estamos a desenvolver novas coleções com outros criativos que iremos revelar em breve.

O que ainda falta conquistar?

Sinto que ainda há muito (muitíssimo) a conquistar e acredito que esta sensação irá acompanhar-me sempre. Quanto ao próximo passo, o meu principal objetivo é termos um espaço próprio onde seja possível termos contacto direto com as nossas clientes.

O que mais precisas neste momento para chegares onde queres?

Tranquilidade. O equilíbrio entre a incerteza do futuro e a vontade constante de criar é o mais difícil de conquistar.

Quais os maiores motivos para comprar português?

Estamos a passar por tempos muito incertos e hoje, mais do que nunca, é imperativo apoiar e valorizar o que de bom se faz em Portugal. Ao comprar produtos nacionais, estamos a contribuir para um bem comum, a fomentar a economia do nosso país e a ajudar pequenas empresas a crescer.

Diz-me outra marca/espaço português que te inspire e porquê?

Anna Westerlund Ceramics. Acompanho e admiro o trabalho da Anna há muitos anos e o que mais me fascina no projeto é a sua autenticidade. O produto é apaixonante, mas é a marca como um todo que deslumbra. É tudo muito coerente e sentimos a presença da Anna em todos os pormenores.

_ _ _ _

#ELLEstaylocal

Apoiar e dar conhecer projetos portugueses é a missão da rubrica #ELLEstaylocal. Acreditamos que hoje é mais importante, que nunca, comprar português. É importante não deixar que marcas de qualidade se percam na espuma da pandemia.

#ELLEstaylocal: Studioneves, A Marca Com Cerâmicas Em Restaurantes De Renome