Calças Capazes de Eliminar o Novo Coronavírus Vão Ser Lançadas em Breve

Deverão estar disponíveis já em outubro. Por: Inês Aparício Imagens: © Instagram @warpweftworld.

Peças de roupa que mantêm a temperatura, fatos de banho que permitem ficar moreno (mesmo nas zonas cobertas com o tecido), uma máscara que traduz as conversas ou, tão simplesmente, um soutien push-up pareceram, há anos, algo que poderia apenas existir na imaginação. Contudo, agora, fazem parte do nosso dia-a-dia. Tal como umas calças antivírus passarão a ser, em breve. Sim, uma empresa paquistanesa especializada em gangas desenvolveu jeans para duas das suas marcas – a Warp + Weft e a DL1961 – que protege quem as usa do novo coronavírus. No fundo, através da utilização de uma tecnologia chamada viroblock, desenvolvida pela HeiQ, todas as peças ganharão uma superfície resistente a germes, a partir de outubro.

Mas como funciona? Essa é, realmente, a pergunta para um milhão de euros. De acordo com a empresa suíça por trás deste tratamento antivírico, o viroblock é aplicado ao tecido durante o processo de lavagem, ainda durante a produção da mesma, e impossibilita o aparecimento e persistência de bactérias e vírus. Essa camada invisível, que se manterá nas peças até 30 lavagens, matará 99,9% do novo coronavírus.

É de salientar que, de acordo com um estudo do National Institutes of Health, publicado no The New England Journal of Medicine e citado pela CUF, «o vírus pode permanecer até dias em algumas superfícies», como é o caso do plástico e do aço inoxidável. Ainda que não seja claro quanto tempo poderá este manter-se na roupa, tal como acontece com a lixívia ou o álcool (62-71%), o vírus será eliminado mais rapidamente. Não, não é em cerca de um minuto, como no caso destes desinfetantes, mas em cerca de meia hora, devido à presença de um ingrediente ativo de prata reciclada.

«A pandemia colocou uma maior importância na funcionalidade e apercebemo-nos do quão importante é termos menos roupa, mas também roupa que seja mais funcional de melhor qualidade. Se uma peça tem uma propriedade de arrefecimento, à prova de água e antivírica ao mesmo tempo, talvez possas comprar um casaco em vez de cinco», disse o diretor de marketing da HeiQ, Hoi Kwan Lam, à Vogue.

Com a sustentabilidade em mente

Apesar de a tecnologia, por eliminar o vírus e poder ser utilizada em peças de roupa, já chamasse atenção por si só, esta característica não é o único destaque do viroblock. No início deste mês, este foi certificado como seguro e sustentável, uma vez que é composto apenas por ingredientes reciclados e com uma origem biológica.