A Dior Apresentou A Coleção de Alta Costura Com Peças do Tamanho de Bonecas

Mas não são para brincar. Por: Marisa Azevedo Imagens: © D. R.

A Moda está a ser vivida de uma maneira diferente. Em plena pandemia, os desfiles de Alta Costura  passam para o mundo digital. Contudo, Maria Grazia Chiuri, diretora criativa da Dior, continua a preferir que Moda seja vivida no mundo real, em vez do online. Mas, dadas as limitações, esta decidiu contornar a situação e apresentar a coleção Fall Couture através de uma curta-metragem, produzida pelo italiano Matteo Garrone. Os protagonistas são modelos em miniatura da coleção. A apresentação foi esta segunda-feira, 6 de julho, às 14h30, horário de Paris, 13h30 em Portugal.

Numa publicação no Instagram, a Dior partilhou um vídeo com algumas das imagens presentes na curta-metragem. «Maria Grazia Chiuri capta a magia da Alta Costura com criações delicadas, em miniatura, reveladas num filme exclusivo realizado por Matteo Garrone», escreveu a maison no seu perfil.

Uma coleção surrealista

Artistas surrealistas, como Dora Maar, Leonora Carrington e Lee Miller, serviram de ponto de partida para a coleção de outono/inverno 2020-2021 da casa francesa. Em comunicado, a maison explicou de que maneira estas artistas estão presentes na coleção: «Certas peças exibem tons espectaculares de vermelho, como um recife de coral a balançar no vislumbre do oceano. As cores das pinturas de Leonora Carrington e Dorothea Tanning vivem nestes criações, através de matizes luminosos e do mundo dos sonhos».

O conceito da apresentação foi inspirado no Théâtre de la Mode, uma exposição de pequenos manequins criada por Chambre Syndicale, após a Segunda Guerra Mundial. Nos ateliers, a Dior produziu 37 peças de roupa, cada uma reproduzida em 40% do tamanho original.

Ao longo do confinamento, Maria Grazia Chiuri leu muitos artigos sobre o mundo digital, mas considera que «a Moda não é apenas digital». «Não é algo para o qual apenas podes olhar. É preciso tocar, é preciso ver o artesanato, principalmente na Alta Costura», declarou ao WWD. Por esse motivo, as miniaturas foram criadas para chegarem até aos consumidores de todo o mundo, de modo a que consigam ver todos os pormenores e tocar nos tecidos, o que não seria possível apenas digitalmente.

Numa altura em que a Moda e outras áreas veem limitações devido à pandemia, a diretora criativa da Dior acredita que «o Mundo precisa de reinventar a sua maneira de trabalhar» e ainda acrescentou que a «arte é muito importante neste momento».

Veja, em baixo, a curta metragem de apresentação da coleção de Alta Costura da Dior.