As Vozes Femininas que Vão Estar nos Festivais de Verão em Portugal

Estas são as mulheres que vão dar música ao verão. Por: Carolina Adães Pereira -- Imagens: D.R.

Porque não só de férias e dias à beira-mar se faz a estação mais quente do ano, reunimos todas as vozes femininas que vão fazer parte da nossa banda sonora deste verão – quer seja ao vivo, em festivais de norte a sul do País, quer nas nossas playlists.

1. Nos Alive

Jorja Smith

Se comprou a ELLE de julho, já deve saber que Jorja Smith vem a Portugal. Depois de nos ter partido o coração no ano passado, quando cancelou a sua presença no SBSR, a cantora inglesa vai subir ao palco Sagres do NOS Alive a 11 de julho, num dia que tem tudo de bom. Quer dizer, tem duas participações de sonho: Smith e Robyn. A sueca volta a Portugal depois de ter feito a primeira parte do concerto da Madonna em 2008 e desta vez vem com o seu novo trabalho, Honey. Aclamado pela crítica e adorado pelos seus fiéis fãs, as músicas do último álbum de Robyn vão ser acompanhadas na setlist pelos clássicos Dancing on My Own e With Every Heartbeat. Quer dizer, nós esperámos que assim seja; e esperamos muito!

2. EDP Cool Jazz

Diana Krall

Podia haver um EDP Cool Jazz sem Diana Krall? Podia. Aliás, já houve. Mas não é a mesma coisa. Este ano, a cantora de jazz regressa a Cascais – ao Hipódromo Manuel Possolo – no dia 24 de julho acompanhada por Robert Hurst, Joe Lovano, Marc Ribot e Karriem Riggins. Uns dias antes – 10 de julho, para sermos mais precisos – e no mesmo espaço, acontece uma estreia deste festival: Jessie J. Depois de uma temporada pela China a cantar e a encantar, a vocalista inglesa vai passar pelo nosso país com a The Lasty Tour, onde, entre os seus hits, estarão também músicas do seu último álbum The R.O.S.E. Ao longo do mês de julho, no Hipódromo Manuel Possolo e no Parque Marechal Carmona, Cascais.

3. Super Bock Super Rock

Lana Del Rey

Conhece aquela expressão que diz “não voltes a um lugar onde já foste feliz”? No que respeita ao SBSR, não podia estar mais longe da verdade. Este ano, assistimos ao regresso a uma casa que não é de sempre, mas, se avaliarmos pelas reações dos públicos, é para sempre: o Super Bock Super Rock volta ao Meco. E dado que a praia está mesmo ali ao lado da Herdade do Cabeço da Flauta, nada mais apropriado do que declararmos o nosso amor incondicional pelo cabeça de cartaz do primeiro dia e a primeira confirmação para esta edição do festival: Lana del Rey. Um comentário no último lançamento da cantora no YouTube, num vídeo com o áudio de um cover do tema Doin Time, dos Sublime, chamou a nossa atenção: «É mesmo interessante a forma como a Lana del Rey inventou o verão.»

Se em 2013 ela cantava sobre Summertime Sadness (tristeza do verão, em português), agora canta sobre Summertime and the living’s easy (é verão e a vida é tranquila, em português). O concerto de Lana ainda não aconteceu e já é um dos pontos altos desta época de festivais. Outro assunto: ainda é aceitável usar #girlpower? É que esta é a única hashtag em que conseguimos pensar quando soubemos que todas estas mulheres vão estar nos palcos do Meco. Mal conseguimos esperar! De 18 a 20 de julho, Herdade do Cabeço da Flauta, Praia do Meco, Sesimbra.

4. Meo Sudoeste

Rita Ora

Uma semana de praia, campismo com os amigos e música ao vivo no fim do dia: esta é a combinação perfeita do Meo Sudoeste. Este ano, o festival do Alentejo prova que, no meio de nomes internacionais, a música portuguesa no feminino também merece protagonismo: quer seja com o ritmo gostoso de Blaya no dia 7 de agosto, quarta­-feira, ou ao som das músicas de Carolina Deslandes que têm o poder de curar corações partidos no dia 10, sábado.

A elas juntam-­se Anitta, depois de ter dado um verdadeiro show no Parque da Bela Vista no ano passado e de ter lançado um novo álbum (visual) em abril; Rita Ora, que começou agora a tour de promoção do seu segundo álbum, Phoenix; e Joss Stone, que depois de ter atuado na Coreia do Norte e na Síria, chega agora a Portugal com a sua tour mundial, Total World Tour. E sim, Blaya e Anitta vão atuar no mesmo dia. Quem sabe não haverá um dueto… Podemos sempre sonhar.

De 6 a 10 de agosto, na Herdade da Casa Branca, Zambujeira do Mar.

5. Neo Pop

Amélie Lens

Nesta edição do festival de música eletrónica de Viana do Castelo destacamos Amelie Lens. A ex­-modelo belga (provavelmente já a viu nas páginas da ELLE) foi apelidada de “O fenómeno” pela revista Mixmag, colocando­a em segundo lugar na lista dos melhores DJs de 2018. Se não teve oportunidade de a ver no Brunch Electronik, no ano passado em Lisboa, ou no Gare, no Porto, em fevereiro deste ano, aqui está a sua oportunidade.

De 7 a 10 de agosto, no Forte Santiago da Barra, Viana do Castelo.

6. Vodafone Paredes de Coura

Patti Smith

O último dia da 27ª edição do Paredes de Coura traz-­nos o cabeça de cartaz mais icónico de todos: Patti Smith. Depois de ter vindo celebrar os 40 anos do histórico álbum Horses no NOS Primavera Sound no Porto e no Coliseu de Lisboa no ano de 2015, a intérprete­ autora regressa aos palcos portugueses com a sua banda. Se as setlists dos seus últimos concertos servirem de exemplo, não vai car desanimada com a seleção musical do trabalho de Smith.

De 14 a 16 de agosto, na Praia Fluvial do Tabuão, Paredes de Coura.