Verdade ou Ficção: Entrámos no Universo Místico dos Cristais

Este artigo não é frágil, mas pode perturbar os mais céticos. Por: Lígia Gonçalves -- Imagem: ©

O universo dos cristais não tem meio termo: de um lado estão os que acreditam no seu poder, do outro aqueles que os consideram inúteis. Com o propósito de compreender melhor este mundo tão polarizador, conversámos com Yulia Van Doren, autora de Cristais: O Guia Moderno da Cura dos Cristais, fundadora da Goldirocks, uma marca de cristais em fase de lançamento, e curandeira clássica.

O que é ainda não sabemos sobre cristais?

Ainda que vivamos numa era em que as nossas vidas são essencialmente dominadas por tecnologia com cristais – os nossos telemóveis, computadores, carros e a maioria dos equipamentos eletrónicos usa cristais – ainda estamos a dar os primeiros passos em matéria de «prova» científica do poder que têm na nossa saúde física e mental. Ainda há muita pesquisa a fazer. Até lá, acho que cabe a cada pessoa decidir se está, ou não, aberta a explorar terapias alternativas como os cristais. Mas, se te sentes atraída por eles, mesmo que seja só porque são bonitos e brilhantes, então eles têm propriedades curativas com as quais podes beneficiar.

Porque é que achas que ainda há tanto ceticismo em relação ao seu poder?

Para usar cristais tem de se ter a capacidade de acreditar em «magia», o que significa que tem de se estar aberto a experiências que não têm nenhuma explicação racional ou «científica». Vivemos num mundo com liberdade de escolha e nada é absolutamente consensual. Os cristais não são exceção.

Quais são as origens do seu poder?

É a mesma energia que liga todo o nosso universo.

Há algum cristal mais popular?

Penso que existe um empate entre três: o Quartzo (transparente), a Ametista, e o Quartzo rosa.

E há algum que seja mais poderoso?

Todos têm poderes únicos, mas adoro iniciar as pessoas nos poderes dos cristais com uma Ametista ou um Quartzo Rosa. A Ametista porque abrange um largo espectro de poderes curativos e equilíbrio energético e o Quartzo Rosa porque toda a gente pode beneficiar com mais amor na vida.

Qual é a forma certa de os utilizar?

Não há. Para mim é muito importante sublinhar que não há uma forma «correta» de usar cristais. Os cristais funcionam a um nível subconsciente, por isso deve ser um processo intuitivo e pessoal. É uma questão de seguir a intuição: o que tiveres tendência a fazer com os cristais é o que será 100% a forma correta de os usar e o que garantirá mais magia e propriedades curativas para o teu caso concreto.

E qual é a forma certa de cuidar deles, de forma a preservarem o seu poder?

Tratar dos cristais é bastante simples. É uma questão de os manter seguros: muitos cristais desbotam sob a luz direta do sol ou danificam-se quando em contacto direto com a água, por isso é preciso ter algum cuidado com o local onde os pousamos. Também é importante limpá-los, porque muito pó reduz a sua vibração e energia. E, mais importante, amá-los, porque os cristais vão devolver esse amor.

 

O poder dos cristais explicado em três pontos fundamentais

1. Vibração que harmoniza

«Os cristais são únicos na natureza porque os seus átomos seguem o padrão mais simétrico possível, criando aquilo que se chama rede cristalina. É essa simetria que os transforma em poderosos detentores e transmissores de energia. Porque ser humano implica um arranjo atómico muito mais “desordenado”, os nossos átomos e auras harmonizam-se interagindo com a simetria dos cristais».

2. Cor que cura

«O hábito de usar a cor para finalidades de cura e bem-estar remonta à antiguidade, e as cores vibrantes dos cristais são um dos principais fatores do seu poder. Os cristais são uma das formas mais fáceis de adicionarmos brilho, e laivos orgânicos de cor aos nossos espaços físicos, com a vantagem de poderem, literalmente, mudar o nosso mood e energia».

3. Magia talismânica

«Um talismã define-se habitualmente como um objeto com propriedades mágicas. Quanto escolhemos trazer um cristal para a nossa vida com uma intenção específica – um quartzo rosa para encontrar amor, ou uma pirite dourada para ganhar confiança, por exemplo – essa intenção transforma o cristal num talismã personalizado, carregado de magia. Os cristais podem funcionar como o “amigo consciente”, transmitindo alertas conscientes e subconscientes sempre que estivermos perto deles, relembrando-nos da pessoa que queremos ser, da energia que queremos ter e da vida para a qual estamos prontos».

Descubra alguns produtos de beleza com cristais na galeria, em baixo.

 

Este artigo foi originalmente publicado na ELLE de junho de 2018.