Bloom: O Novo Espaço de Arranjos Florais na Cidade do Porto

A ELLE falou com a fundadora deste espaço inspirador. Imagens: © D. R.

Essenciais na decoração de um espaço de eventos, as flores também são um dos melhores presentes que podemos receber. Na Bloom, a criatividade é feita de muitos aromas e cores.

A abertura recente de um novo atelier na Enoteca 17.56, um dos novos espaços obrigatórios da cidade do Porto, foi o pretexto perfeito para conversar com Margarida Botelho Rodrigues, a mulher por trás do Bloom – Flores e Eventos. Um espaço totalmente dedicado ao design floral, à organização de eventos de charme e à realização de workshops.

Elle Deco: Como é que nasceu a paixão pelas cores?

Margarida Botelho Rodrigues: Tive desde pequena um grande fascínio por flores. Como estudei 12 anos no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, sempre fui muito estimulada a criar e a despertar os sentidos e talvez isso tenha suscitado em mim uma sensibilidade especial.

Elle Deco: Porque é que a vida faz mais sentido com cores?

M.R.: As flores são muito mais do que meros elementos decorativos. Transmitem uma mensagem, uma emoção, despertam sensações, inspiram-nos. Cada cor tem um simbolismo especial. Quando oferecemos um ramo de rosas vermelhas, estamos a oferecer paixão. Um arranjo campestre traz-nos sensações de serenidade e sonho, já um arranjo exótico nos leva a viajar por paragens longínquas. O ramo de noiva, por exemplo, é um dos elementos mais simbólicos de toda a cerimónia. As ores estão sempre presentes nos momentos especiais.

Elle Deco: Como escolhe as ores para determinado evento/espaço/ decoração/pessoa?

M.R.: Trabalhamos cada projeto de uma forma personalizada. Temos uma assinatura criativa forte e estamos muito atentas às tendências internacionais, mas, acima de tudo, procuramos adaptar as criações a quem se destinam. Porque se estamos a falar de emoções e sensações, é importante que cada arranjo conte uma história, que seja único e faça parte da memória do momento.

Elle Deco: Três coisas essenciais que é preciso saber sobre flores?

M.R.: Os arranjos florais são cada vez mais uma expressão criativa, de autor, onde não há limites à imaginação. Os romanos gostavam muito de rosas e utilizavam-nas em quase todas as suas cerimónias. Diz-se que plantavam mais rosas do que comida. Já a cor preferida dos gregos era a violeta. As flores são cada vez mais utilizadas na alta gastronomia, exatamente pela forma como despertam várias sensações – visão, olfato e o tato, acrescentando cor e textura aos pratos.

Elle Deco: Também há “modas” nesta área. Quais as grandes tendências para esta primavera?

M.R.: Sem dúvida. O flower design está em grande evolução e todos os anos surgem novas tendências, novas abordagens. Nesta primavera, estão de volta os tons pastel, os diferentes tons de rosa e os apontamentos coral, muito influenciado pela cor Pantone 2019, o Living Coral.

Elle Deco: Que bouquet gostaria de fazer que ainda não fez? Ou, então, que gostaria que lhe oferecessem?
M.R.: Sou uma sonhadora. Gostaria de fazer o bouquet de um casamento real ou de decorar o Palácio de Buckingham.

 

Este artigo foi publicado originalmente na Elle Decoration, nº1, Maio a Outubro de 2019. 

Siga a ELLE Deco no Instagram