‘Na Pele Dela’ a Exposição Que Quer Questionar os Ideais de Género da Sociedade

Dezasseis homens deixaram-se fotografar a fazer «coisas de mulher» para quebrar preconceitos. Imagens: Mário César

Albano Jerónimo, Carlão, Hélio Morais (Linda Martini), Igor Ribeiro (Ghetthoven), Jhon Douglas, Julião Sarmento, Leonaldo de Almeida, Paulo Furtado (The Legendary Tigerman) e Tomás Wallenstein (Capitão Fausto), são nove dos 16 homens que se deixaram fotografar Na Pele Dela. Esta é uma exposição que quer desafiar o papel tradicional da mulher na sociedade através da fotografia. Este é o projeto fotográfico de estreia de Maria Lopes, que deixou a fotografia a cargo de Mário César.

«Começámos a desenvolver a ideia que acabou por se corporizar no conceito de Na Pele Dela há cerca de cinco meses. Trata-se de um projeto independente, paralelo às nossas atividades profissionais e no qual nos aventurámos a nível pessoal. Acreditamos que não há comportamentos exclusivamente femininos e queremos desconstruir a dicotomia redutora e simplificada que continua a ser perpetuada na nossa sociedade em pleno século XXI. Na Pele Dela pretende ser uma ode à igualdade na individualidade”, sublinham os mentores da exposição, em comunicado.

Na Pele Dela para mudar mentalidades

«Quase todos fomos educados de acordo com um guião com papéis muito bem definidos. Não será uma fotografia, por si só, a mudar uma mentalidade enraizada cultural e socialmente e que vem passando de geração em geração. Mas, quando nos deparamos com uma temática tão transversal e profunda como a igualdade de género, na verdade, tudo é um contributo válido para que as mentalidades possam mudar, seja uma fotografia, uma tertúlia, um debate na rádio, uma fanzine ou uma conversa de café. A divisão de tarefas ainda não é justa, é um desafio diário», explica Hélio Morais em comunicado.

Já Albano Jerónimo indica a filha como principal motivação par ter aceite fazer parte deste projeto. «Tenho uma filha e lutarei sempre por um amanhã mais justo com direitos e liberdades comuns», conta em comunicado.

Onde, como e quando

A exposição estará patente dia 12 e 13 de setembro, e de 19 a 22 do mesmo mês no Todos Playground.

O projeto é apoiado pela ILGA Portugal, associação que luta pela igualdade e contra a discriminação em função da identidade de género, da orientação sexual ou de outras características sexuais, para a qual reverterão os lucros da venda das obras fotográficas; pela Solid Dogma, que desenvolveu a identidade gráfica; pela Urban Decay, que forneceu a maquilhagem e uma equipa de maquilhadores para as sessões; pela Plateia, que prestará suporte logístico de iluminação e som na exposição; pela Gamut, que fará a impressão fine art e o acabamento das peças, com o patrocínio da Gatilho; e pela cerveja artesanal Trindade, que estará presente na inauguração com oferta de produto.

Veja algumas das imagens na galeria.