Afinal Poderá Ver a Exposição da Dior No Museu Victoria & Albert Até Setembro

Mais de 300 peças de vestuário e fotografias dos arquivos da Dior estão em exposição no museu londrino. Por: Cátia Pereira Matos -- Imagem: © D.R

Atualização (12/03/2019)

Ao contrário do inicialmente planeado, a exposição Christian Dior: Designer of Dreams poderá ser vista no Museu Victoria & Albert, em Londres, até 1 de setembro. A mostra dedicada à obra da maison francesa teve uma afluência maior do que a esperada e, desse modo, a data de encerramento desta, prevista para 14 de julho, foi estendida.

«Sabíamos que a ‘Christian Dior: Designer of Dreams’ seria popular, mas ficamos espantados pela resposta do público até ao momento», revelou Tristram Hunt, diretor do V&A, à WWD. Este adiantou ainda que a exposição esgotou apenas três semanas depois da abertura e recebeu mais de 121 mil visitantes até à data.

 

Artigo original (02/07/2018)

Se perdeu a oportunidade de visitar a grande exposição que o Musée des Arts Décoratifs, em Paris, dedicou a Christian Dior, por ocasião do 70º aniversário da Maison francesa, não desanime: haverá uma mostra semelhante no Museu Victoria & Albert (V&A), em Londres, a partir de fevereiro do próximo ano.

Christian Dior: Designer of Dreams vai inspirar-se na exposição parisiense — que foi visitada por mais de 700 mil pessoas — para traçar um retrato completo de um dos maiores e mais influentes costureiros do século XX e da casa de Moda por ele fundada, no final de 1946. A colaboração entre o museu londrino e a Dior foi anunciada ontem, numa apresentação que teve lugar na embaixada do Reino Unido em Paris.

Nas palavras de Tim Reeve, CEO do museu, a exposição «vai lançar uma nova luz sobre o fascínio de Christian Dior pela Grã-Bretanha». Uma das provas desse fascínio é o vestido que o designer francês desenhou especialmente para os 21 anos da princesa Margaret, irmã da rainha Isabel II — uma peça que estará em exposição de 2 de fevereiro a 14 de julho do próximo ano, a par com outros 300 objetos de interesse.

O que estará na exposição

É através de vestidos de Alta Costura, sapatos, joias, carteiras, chapéus e frascos de perfumes, mas também de esboços de peças, campanhas publicitárias, editoriais de moda, fotografias captadas no ateliê de monsieur Dior e imagens de arquivo que será contada a história da marca francesa e dos seus sete diretores criativos: Christian Dior (1946-1957), Yves Saint Laurent (1957-1960), Marc Bohan (1960-1989), Gianfranco Ferré (1989-1996), John Galliano (1996-2011), Raf Simons (2012-2015) e Maria Grazia Chiuri, a atual designer e a primeira mulher à frente da marca.

Esta será a maior exposição de Moda do V&A desde a mostra Alexander McQueen: Savage Beauty, inaugurada em 2015. Os bilhetes serão colocados à venda em breve, no site do museu.