Uma Máscara Que Traduz As Suas Conversas Para 8 Idiomas? Sim, é Real

Além disso, ajuda-a a defender-se da covid-19. Por: Marisa Azevedo Imagens: © D. R.

Desde que a covid-19 chegou, a nossa realidade é inevitavelmente outra e a máscara social –  sem menosprezar o gel desinfetante, que deve ser usado várias vezes ao dia, claro, ou a distância social – tornou-se no passaporte de entrada para qualquer estabelecimento. Agora, numa união com a tecnologia, a Donut Robotics, uma startup japonesa, está a desenvolver uma máscara «inteligente» – de seu nome C-mask -, que traduz as suas conversas para nove idiomas: japonês, inglês, chinês, francês, coreano, tailandês, bahasa, espanhol e vietnamita, adiantou a Dazed.

A ideia de criar esta máscara surgiu no meio da procura de um produto que ajudasse a empresa a sobreviver à pandemia. Os membros da Donut Robotics sentiram as consequências da pandemia, pois, antes do surto, assinaram um contrato para fornecer robôs guias e tradutores para o aeroporto de Haneda, em Tóquio, que agora enfrenta um futuro incerto após a queda nas viagens aéreas, salientou o New York Post.

Taisuke Ono, chefe-executivo da marca, falou com o jornal norte-americano e afirmou que, na empresa, todos trabalharam muito, durante vários anos, para desenvolverem o robô e agora usaram «essa tecnologia para criar um produto que responda à forma como o novo coronavírus reformulou a sociedade».

A tecnologia juntou-se à máscara social

A C-mask foi desenvolvida através da tecnologia do robô da Donut Robotics – que também faz traduções. Para que a tecnologia da máscara funcione, é necessário pressionar num botão lateral para a conectar via BlueTooth ao seu smartphone ou tablet. Depois, consegue fazer chamadas, gravar conversas e transcrevê-las para mensagens de texto. Mas, para a magia acontecer, tem que fazer o download da aplicação.

No site, a empresa refere que, por enquanto, só o som e as letras estão disponíveis nesta tecnologia, mas pretendem desenvolver sistemas de imagem de Realidade Aumentada e de Realidade Virtual. Até este momento, a empresa já arrecadou 28 milhões de ienes (aproximadamente €230.431) para continuar a desenvolver a máscara, ao que apurou a Dazed.

O lançamento da C-mask está previsto para setembro deste ano. As primeiras 5.000 máscaras vão ser enviadas para compradores no Japão, mas a empresa está a pensar fazer vendas para a China, Estados Unidos e Europa. Cada máscara será vendida por $40 (aproximadamente €35).

Veja na galeria, em baixo, as imagens da C-mask.