Aparentemente, Havia Muito Álcool Durante As Gravações de ‘Mamma Mia’

Agora tudo faz sentido, certo? Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Talvez, no fundo, sempre o soubéssemos, mas não deixa de ser inesperado – ou mesmo surpreendente – descobrir que o que estava por trás de todas as coreografias e canções de Mamma Mia, não era apenas energia pura e boa representação: era também álcool. Aliás, muito álcool. «Penso que a liberdade e o à vontade que sentem destes atores é, na realidade, a sua dose de ouzo diária», conta Gary Goetzman, o produtor do filme, num clipe do documentário The Making of Mamma Mia que ressurgiu agora nas redes sociais.

«Ao pequeno-almoço, [bebiam] alguns shots para começar bem a manhã», refere Goetzman, no vídeo, acrescentando que isso ajudava o elenco composto por Meryl Streep, Amanda Seyfried, Pierce Brosnan, Christine Baranski e outros e «libertar-se». E com o que enchiam os copos? Essencialmente com uma bebida das ilhas gregas, uma aguardente com notas de anis, feno, castanhas, coriandro, canela e cardamomo.

As reações nas redes sociais

Claro que os fãs da película ficaram admirados ao sabê-lo, mas rapidamente seguiram em frente, garantindo que «este filme faz mais sentido agora». «Porque é que isto o torna dez vezes mais icónico», chegou mesmo a comentar um utilizador.

Mas os comentários não se ficaram por aí (obviamente). «Isto explica o porquê de a Julie Walters dizer que nunca iria fazer outro filme a não ser o Mamma Mia 3», escreveu um utilizador. «Eles realmente enviaram uma série de atores para a Grécia, embebedaram-os e fizeram-os dançar ao som de ABBA. Realmente é um trabalho de sonho», adicionou outro.