Horóscopo: As Previsões do Seu Signo Para o Mês de Dezembro

Saiba tudo o que dezembro lhe reserva. Previsões por: Bernard Fitzwalter -- Imagens: © D.R. e Jad Fine Jewelry.

CARNEIRO

21 de março | 20 de abril

É bom visitar o passado de vez em quando mas nunca ficar lá permanentemente. Nas próximas semanas vai sentir-se tentada a reviver uma história (de amor ou outra) que já estava mais que encerrada. Resista. O sucesso está à sua frente, não atrás de si.

 

TOURO

21 de abril | 21 de maio

Já fez tudo o que podia em relação a uma determinada situação. Não há mais nenhuma alternativa disponível. Seguir em frente – mesmo que pareça um downgrade – pode ser, a longo prazo, a melhor decisão da sua vida. Apesar daquilo que dizem os seus amigos, você sabe o que está a fazer.

GÉMEOS

22 de maio | 21 de junho

Sente que não tem tempo suficiente para um emprego novo e um relacionamento novo. Qual vai escolher? Pode parecer estranho mas a resposta é: ambos e nenhum. Consegue pedir aos dois – ao seu novo amor e ao seu novo chefe – se podem esperar um pouco até você resolver a sua vida e tomar uma decisão. E não é que ambos dizem prontamente que sim?

CARANGUEJO

22 de junho | 22 de julho

As lentes rosa do amor fazem com que não veja detalhes no outro que a poderiam aborrecer, mas há valores e princípios que não dá para ignorar. Uma discussão no início de dezembro pode ser uma oportunidade para explorarem os pontos de vista um do outro sobre questões essenciais. E pode até aproximá-los mais do que os separar.

LEÃO

23 de julho | 23 de agosto

As próximas semanas da sua vida vão ser como uma comédia romântica: um mal-entendido vai pôr a relação em causa mas depois tudo acaba num final feliz. Parece um cenário demasiado irreal para ser verdade mas a pergunta é: está disposta a arriscar num romance improvável?

VIRGEM

24 de agosto | 23 de setembro

Para se lançar numa nova aventura precisa daquela calma mental que a faz confiar nas suas capacidades e a certeza que se preparou para a ocasião. Na hora H sente que apressou tudo um pouco, com receio de perder o momento certo. Descanse, não vai perder nada. Até tem tempo de voltar atrás e fazer tudo certinho, como tanto gosta.


BALANÇA

23 de setembro | 23 de outubro

Está sempre atenta às necessidades dos outros, o que faz com que muitas vezes faça o que esperam de si e não aquilo que deseja verdadeiramente. Este mês decide acabar com isso: daqui para a frente vai colocar-se em primeiro. Está a começar a construir os alicerces para um futuro mais verdadeiro.

ESCORPIÃO

23 de outubro | 22 de novembro

Depois de meses a falar nisso a brincar, está na altura de levar a relação para um outro nível. É um romance recente e ambos o tratam como um jogo, fingindo que não estão preocupados… Na verdade estão mais envolvidos do que querem admitir.

SAGITÁRIO

23 de novembro | 21 de dezembro

É sabido que nunca se deve aceitar a primeira coisa que nos oferecem. Há que ver as alternativas primeiro. Mas, desta vez,
o que lhe apresentam é tão incrível que não quer ver mais nada. Há algo que a atrai de uma forma inexplicável. A frieza da lógica diz para dizer que não mas tudo o resto grita: “Sim!”. Está decidido.


CAPRICÓRNIO

22 de dezembro | 20 de janeiro

Se coloca a fasquia demasiado alta, vai necessariamente falhar. Para evitar desistências prematuras, o melhor é começar num nível mais baixo e ir subindo aos poucos. No final de novembro vai sentir-se frustrada com os resultados mas em meados de dezembro estará outra vez a progredir e, muito importante, a divertir-se.

AQUÁRIO

21 de janeiro | 18 de fevereiro

Porque é que está a dificultar tudo? A estrada está totalmente livre à sua frente mas não a quer seguir porque acha que
é um desvio ao caminho estreito que escolheu para si. Até pode ser, mas se a levar na direção certa, é irrelevante. O importante é chegar bem ao destino.

PEIXES

19 de fevereiro | 20 de março

Nunca foi uma líder. Nem uma guerreira. Prefere fundir-se na multidão do que dar nas vistas. Mas é boa atriz, capaz de representar qualquer papel. Este mês precisa de mostrar que é corajosa, assertiva e absolutamente con ante num desempenho digno de Óscar. O prémio? O tão desejado avanço na carreira pelo qual tanto trabalhou.