Harvey Weinstein e Kevin Spacey Enfrentam Novas Acusações de Abuso Sexual

Weinstein foi acusado de novos crimes de assédio e Spacey está a ser investigado pela polícia britânica. Por: Cátia Pereira Matos -- Imagem: © GTRESONLINE.

No espaço de dois dias, os escândalos de assédio em Hollywood adensaram-se. Na segunda-feira, 2 de julho, o antigo produtor de cinema Harvey Weinstein foi acusado, pelo tribunal de Manhattan, de novos crimes de abuso sexual; no dia seguinte, Kevin Spacey começou a ser investigado pela polícia do Reino Unido por seis novas suspeitas de assédio.

Sigamos a ordem cronológica dos acontecimentos: de acordo com o procurador distrital de Manhattan, Cyrus Vance Jr., Harvey Weinstein terá alegadamente forçado atos sexuais com uma terceira mulher em 2006. A este caso, classificado como crime sexual em primeiro grau, juntam-se duas outras acusações de agressão sexual predatória. Tais atos constituem algumas das «mais graves ofensas sexuais que existem sob a Lei Penal de Nova Iorque», lê-se no comunicado do tribunal de Manhantan.

«Esta acusação é o resultado da extraordinária coragem exibida pelos sobreviventes que se apresentaram. A nossa investigação continua.» No mesmo documento faz-se um apelo para que as vítimas de Weinstein se cheguem à frente. «Se é uma sobrevivente do comportamento predatório do qual Weinstein é acusado, ainda há tempo para fazer justiça. Por favor contacte-nos».

Estes novos desenvolvimentos do «escândalo Weinstein» surgem cerca de um mês depois de o antigo produtor se ter apresentado em tribunal para declarar a sua inocência face às acusações de violação e atos sexuais criminosos ,que vieram a público em outubro do ano passado.

Neste momento, o ex-magnata da indústria cinematográfica encontra-se em liberdade condicional — que conseguiu obter depois de se entregar às autoridades e de pagar uma fiança de 1 milhão de dólares (aproximadamente 858 mil euros). No entanto, com as recentes acusações poderá vir a ser condenado a uma pena de prisão, que pode ir de 10 anos a prisão perpétua.

O caso Kevin Spacey

No Reino Unido, os olhos estão postos em Kevin Spacey, mas não por bons motivos. Acontece que o ator de 58 anos está a ser investigado pela Polícia Metropolitana de Londres. Em causa estão seis novas alegações de caráter sexual contra o antigo protagonista de House of Cards que terão tido lugar em Westminster e em Gloucester, em 1996 e 2013, respetivamente.

Recentemente, no programa de televisão australiano Interview, Guy Pearce falou sobre a experiência de trabalhar com Kevin Spacey no filme Los Angeles: Cidade Proibida. «Passei um ‘mau bocado’ com o Kevin. Ele é um tipo dado ao toque. Felizmente eu tinha 29 anos, e não 14», disse, citado pelo The Guardian, sugerindo ter sido alvo de um comportamento sexual impróprio.

Recorde-se que Kevin Spacey assumiu a homossexualidade em novembro de 2017, precisamente no momento em que surgiram as primeiras acusações de assédios e abusos sexuais contra o ator.