Globos de Ouro Voltam a Não Considerar Mulheres na Categoria de Realização

Pelo quarto ano consecutivo, não há mulheres nomeadas ao troféu de Melhor Realizador/a. Por: Cátia Pereira Matos -- Imagem: © Fox Searchlight Pictures

Já se conhecem todos os nomeados para a 76ª edição dos Globos de Ouro e, sem surpresa, nenhuma mulher terá a hipótese de vencer o prémio de Melhor Realizador/a. Há quatro anos que esta situação se verifica.

Num ano em que filmes como Can You Ever Forgive Me?, realizado por Marielle Heller, e Mary, Queen of Scots, de Josie Rouke, despertaram o interesse da crítica, a Hollywood Foreign Press Association, a organização responsável por atribuir anualmente os Globos de Ouro, voltou a não considerar nenhuma mulher na categoria de realização. Nem depois de Natalie Portman ter colocado o dedo na ferida — «Aqui estão todos os homens nomeados», disse a atriz durante a cerimónia de 2018 para frisar a ausência de mulheres candidatas a Melhor Realizador/a — a mudança aconteceu.

Na história dos Globos de Ouro, apenas uma mulher conquistou a estatueta na categoria de realização (Barbara Streisand, em 1983, pelo filme Yentl) e, fora esta, somente quatro estiveram nomeadas para esse troféu (Jane Campion, realizadora d’O Piano; Sofia Coppola, com o filme O Amor É Um Lugar Estranho; Kathryn Bigelow, com Estado de Guerra e 00:30 Hora Negra; e Ava Duverney, com Selma).

Fraca representação feminina nas principais categorias

A categoria de Melhor Realizador/a não é a única reveladora de uma fraca representação das mulheres na próxima cerimónia dos Globos de Ouro, uma vez que nenhum filme nomeado para as categorias de Melhor Drama, Melhor Comédia ou Musical e Melhor Filme de Animação contou com uma figura feminina atrás das câmaras.

Sem considerar as categorias de Melhor Atriz, é somente nas listas de nomeados para Melhor Argumento, Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Canção Original que encontramos nomes de mulheres.

Veja, em baixo, a lista com todos os nomeados para cinema. Os vencedores serão anunciados a 6 de janeiro, numa cerimónia apresentada por Sandra Oh e Andy Samberg.

Melhor Realizador

Bradley Cooper, A Star is Born
Alfonso Cuarón, Roma
Peter Farrelly, Green Book
Spike Lee, BlacKkKlansman
Adam McKay, Vice

Melhor Filme (Drama)

Black Panther
BlacKkKlansman
Bohemian Rhapsody
If Beale Streat Could Talk
A Star Is Born

Melhor Atriz (Drama)

Glenn Close, The Wife
Lady Gaga, A Star Is Born
Nicole Kidman, Destroyer
Melissa McCarthy, Can you Ever Forgive Me?
Rosamund Pike, A Private War

Melhor Ator (Drama)

Bradley Cooper, A Star Is Born
Willem Dafoe, At Eternity’s Gate
Lucas Hedges, Boy Erased
Rami Malek, Bohemian Rhapsody
John David Washington, BlacKkKlansman

Melhor Filme (Comédia ou Musical)

Crazy Rich Asians
The Favourite
Green Book
Mary Poppins Returns
Vice

Melhor Atriz (Comédia ou Musical)

Emily Blunt, Mary Poppins Returns
Olivia Colman, A Favorita
Elsie Fisher, Eighth Grade
Charlize Theron, Tully
Constance Wu, Crazy Rich Asians

Melhor Ator (Comédia ou Musical)

Christian Bal, Vice
Lin-Manuel Miranda, Mary Poppins Returns
Viggo Mortensen, Green Book
Robert Redford, The Old Mand and The Gun
John C. Reilly, Stan & Ollie

Melhor Atriz Secundária

Amy Adam, Vice
Claire Foy, First Man
Regina King, If Beale Street Could Talk
Emma Stone, A Favorita
Rachel Weisz, A Favorita

Melhor Ator Secundário

Mahershala Ali, Green Book
Timothee Chalamet, Beautiful Boy
Adam Driver, BlacKkKlansman
Richard E. Grant, Can You Ever Forgive Me?
Sam Rockwell, Vice

Melhor Filme de Animação

Incredibles 2
Isle of Dogs
Mirai
Ralph Breaks the Internet
Spider-Man: Into the Spider-Verse

Melhor Filme Estrangeiro

Capernaum (Líbano). Realizado por Nadine Labaki
Girl (Bélgica). Realizado por Lukas Dhont
Never Look Away (Alemanha). Realizado por Florian Henckel von Donnersmarck
Roma (Espanha). Realizado por Alfonso Cuarón
Shoplifters (Japão). Realizado por Hirokazu Kore-eda

Melhor Argumento

Alfonso Cuarón, Roma
Deborah Davis e Tony Mcnamara, A Favorita
Barry Jenkins, If Beale Street Could Talk
Adam McKay, Vice
Nick Vallelonga, Brian Currie e Peter Farrely, Green Book

Melhor Banda Sonora

Marco Beltrami, A Quiet Place
Alexandre Desplat, Isle of Dogs
Ludwig Göransson, Black Panther
Justin Hurwitz, First Man
Marc Shaiman, Mary Poppins Returns

Melhor Canção

All the Stars, de Black Panther
Girl in the Movies, de Dumplin
Requiem for a Private War, de A Private War
Revelation, de Boy Erased
Shallow, de A Star Is Born