«Feminismo» É a Palavra do Ano Para o Dicionário Merriam-Webster

O dicionário americano justifica a escolha com a intensa procura pelo termo nos últimos doze meses. Por: Joana Moreira -- Imagens: © Gtresonline

Chegou aquela altura do ano, em que as listas sobre o ano que passou e os tops 10 de melhor-tudo emergem. Isso e a palavra do ano. Para o dicionário Merriam-Webster, essa já não é uma questão. «Feminismo» é a palavra do ano.

Em declarações à Associated Press, o editor-chefe do Merriam-Webster, Peter Sokolowski, explicou que a busca pela palavra aumentou 70% em 2017, por comparação com o ano anterior.

No site do dicionário, é ainda explicado que este aumento da procura da palavra verificou-se sobretudo em momentos no tempo que coincidiram com eventos como a Women’s March em Washington, em janeiro, e a consequente discussão sobre se essa foi uma marcha feminista ou não – bem como as organizações e indivíduos que nela estiveram presentes.

A entrevista a Kellyanne Conway, diretora da campanha de Trump, na qual esta assume não se considerar feminista, também terá levado a que muitas pessoas pesquisassem a palavra: «a definição de feminismo era, em si, o objeto de foco das notícias», pode ler-se na justificação do Merriam-Webster.

No que diz respeito à área do entretenimento, o dicionário aponta como importante o lançamento da série The Handmaid’s Tale e do filme Wonder Woman – ambos lidam com as questões de género, um do ponto de vista da extrema desigualdade e o outro mostrando o verdadeiro empoderamento feminino.

Mais recentemente, a conjuntura dos múltiplos casos de abuso e assédio sexual e o facto de muitas mulheres (e homens) terem optado por partilhar as suas histórias, também terá levado a que este termo continuasse na agenda mediática.

Definição de feminismo

Hoje, na página da palavra no dicionário norte-americano, «feminismo» está definido como: «a teoria da igualdade política económica e social dos sexos» e «uma atividade organizada em prol dos direitos e interesses das mulheres».