Cinco Espaços Que Não Pode Perder Numa Visita À Cidade do Porto

Com o Portugal Fashion pela cidade, há razões em dobro para passear na Invicta. Por: Sandra Gato -- Imagens: © D. R.

Voltar ao Porto regularmente é preciso. Por causa daquele charme irresístivel mas também porque está sempre a renascer. Embora a tentativa de acompanhar tudo o que está a acontecer na cidade não seja realista, há que tirar‐lhe o pulso de vez em quando. Aproveite que a moda portuguesa pára na cidade – a propósito do Portugal Fashion, que acontece na cidade até dia 17 de março -, prolongue uma ida de trabalho ou opte por passar um fim de semana onde o difícil vai ser decidir o que fazer.

Aqui fica a nossa sugestão para uma próxima vez na Invicta.

Gran Cruz House

Em plena Ribeira, uma guesthouse que é a casa no Porto que todas queremos ter. Com apenas sete quartos – todos diferentes – é inspirada (como o nome já indica) no Vinho do Porto. A vista para as caves em Gaia, do outro lado do rio, é só um dos motivos para escolher aqui ficar. Totalmente remodelado pelo arquiteto Miguel Nogueira e com a decoração de interiores a cargo da Nano Design, este prédio típico da Ribeira é agora um espaço onde os quartos têm nomes de Vinho do Porto (Tawny, Reserve, Vintage, Ruby…) e uma porta «costumizada» por diferentes artistas plásticos. E porque a teoria não é nada sem a prática, cada hóspede tem à sua espera no quarto uma garrafa de Vinho do Porto Gran Cruz.

O restaurante Casario é outra das razões para fazer aqui uma paragem obrigatória. O Chef Miguel Castro e Silva é o responsável por uma cozinha portuguesa contemporânea onde pratos como Porco com Migas de Paio e Couve Lombarda e Bacalhau à Gomes de Sá têm por companhia uma garrafeira com cerca de 60 referências, entre vinhos Dalva, Porto Cruz e Quinta do Ventozelo, moscatel ou gin. É também aqui que os hóspedes tomam o pequeno‐almoço que, se o tempo o permitir, sabe ainda melhor na esplanada, com o Douro aos pés.

Terrace Lounge 360º & deCastro Gaia

Pela sua incrível vista de 360 graus, o Terrace Lounge, situado no piso superior do Espaço Porto Cruz (que também inclui museu interativo e loja da marca), é já
um dos locais imperdíveis para beber um cocktail e, se possível, assistir ao espetáculo que é o pôr‐do‐sol sobre o rio Douro. Num dos pisos inferiores, o restaurante deCastro Gaia, também a cargo do chef Miguel Castro e Silva.

Banema Studio e LAB

Mesmo que não tenha tempo para ir a muitas lojas, a esta não pode faltar. São 300 metros quadrados, divididos por dois pisos, dedicados ao universo do design, nacional e internacional. No Banema Studio poderá encontrar desde uma vela especial a uma peça de mobiliário única. O Banema Lab (no piso superior) é mais dedicado à formação de profissionais e particulares da área, assim como ao display de materiais usados em projetos de arquitetura.

Almeja

Perto do Mercado do Bolhão, este restaurante é uma daquelas boas surpresas que temos que contar ao mundo. Ao entrar, o olhar para no chão (em mosaico hidráulico) e nas duas mesas com namoradeiras. Ao fundo do corredor, uma sala mais ampla mas igualmente confortável. Depois de viverem em Barcelona, João Cura e Sofia Amaral Gomes, os proprietários e mentores do Almeja, quiseram voltar para Portugal para abrir um restaurante onde pudessem desenvolver a cozinha em que acreditam. O pão é caseiro e feito com massa mãe, por exemplo. Segue‐se um menu que muda com o mercado e a altura do ano mas onde tudo sabe a verdade e criatividade.

Oficina

Apesar de estar no espaço em tempos ocupado por uma oficina de automóveis, a relação mais íntima deste espaço é entre a arte e a gastronomia. Mantendo o ferro, a madeira e o betão como elementos de base, está habitado por peças de arte que dialogam com pratos inspirados.