#ELLEstaylocal: o Aruki Leva-lhe Sushi Para Qualquer Lado

Do Japão para sua casa, num abrir e piscar de olhos. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Durante os séculos XVI e XVII, mensageiros ancestrais japoneses, de nome Aruki, procuravam entregar mensagens entre províncias. Mas, a partir de 2017, a marca com a mesma designação passou a levar sushi para a casa dos portugueses. Desde então, tem transportado desde os seus espaços em Lisboa múltiplos ceviches, poke bowls, sashimis ou menus de dezenas de peças de sushi.

Martim Botton, fundador da Aruki.

O que te levou a criar este projeto?

O negócio do delivery estava a crescer fora de Portugal e sentimos que a área em particular do sushi delivery, apesar de ser um negócio que já existia, precisava de ter um serviço com mais qualidade no produto e na seleção das matérias-prima. A aposta na marca e imagem, bem como no primeiro serviço de food delivery em Portugal a ter uma app própria foram também outros fatores que nos levaram a lançar o projeto.

Qual é a história por trás do nome?

Aruki é o nome dado aos mensageiros ancestrais japoneses do período EDO (1603-1868) que tinham como função entregar mensagens de forma rápida e eficiente entre províncias. Os seus corpos eram geralmente cobertos com tatuagens e é por essa razão que a nossa imagem também tem uma tatuagem.

O que foi mais complicado no processo de criar uma marca?

Todo o processo de fazer nascer um projeto tem os seus desafios, mas quando a vontade e a crença no projeto são grandes, tudo se torna mais fácil. Fomos muito exigentes na criação da marca, pois queríamos ser disruptivos com o que existia no mercado. Também em termos de espaço foi um desafio grande encontrar um que se adequasse às nossas necessidades, mas felizmente encontrámos passados apenas 15 dias de procura.

Qual foi a razão para nunca desistires?

Acreditar muito no projeto e na equipa e, acima de tudo, a necessidade que sentíamos da parte dos consumidores de terem um sushi com muita qualidade a chegar até às suas casas.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Aruki Sushi Delivery (@arukisushi) a

Qual foi o melhor momento ou história da marca até hoje?

O momento mais marcante foi o dia de abertura. Foi o culminar de muitos meses de trabalho numa abertura bem realizada. De resto, todas as entregas nos marcam e são excelentes momentos, pois a quase generalidade do feedback sobre os nossos produtos é bastante positivo.

Como é que a tua marca faz a diferença?

A aposta nos produtos mais frescos e o cuidado na confeção são “lei” no Aruki. Em termos de peixe trabalhamos apenas com o mais fresco: desde o salmão, à corvina e passando pelo atum. Sabemos que, em termos de custo, também é mais caro, mas a qualidade final do produto depende sempre da qualidade da matéria-prima.

O que ainda falta conquistar?

Com apenas três anos de existência, ainda falta muito trabalho pela frente! Pretendemos ser o sushi de referência em Portugal.

O que mais precisas neste momento para chegares onde queres?

Continuando a trabalhar como temos vindo a fazer nestes últimos anos e conseguiremos chegar ao nosso objetivo.

Quais os maiores motivos para comprar português?

Temos o melhor país do mundo e com os melhores ingredientes do mundo. Porquê inventar? Só não compramos português o que não existe em Portugal.

Diz-me outra marca/espaço português que te inspire e porquê?

Santini. Pela ligação emocional que existe desde que nasci e profissional que tive durante nove anos. Aprendi muito sobre a dificuldade de criar um negócio e principalmente de o fazer manter durante décadas sempre com uma exigência muito alta na qualidade do produto e na relação com todos os funcionários.

_ _ _ _

#ELLEstaylocal

Apoiar e dar conhecer projetos portugueses é a missão da rubrica #ELLEstaylocal. Acreditamos que hoje é mais importante, que nunca, comprar português. É importante não deixar que marcas de qualidade se percam na espuma da pandemia.

#ELLEstaylocal: Aqui Há Tee Chama Atenção Para A Política Através Da Roupa