O Palácio Das Artes Do Porto Recebe Exposição De Gravura De Picasso

«Pablo Picasso. Suit Vollard» é a exposição inédita em Portugal do pintor de «Guernica». Por: Rossana Mendes Fonseca -- Imagens: D.R.

O Palácio das Artes, no Porto, recebe a exposição Pablo Picasso. Suite Vollard, entre 30 de maio e 11 de setembro. Suite Vollard é uma série de 100 gravuras que o pintor catalão desenhou entre 1930 e 1937. Esta série de Picasso pertence à coleção da Fundación MAPFRE, em Madrid, e será exibida pela primeira vez em Portugal. A comissária de arte responsável é Charlotte Crapts.

Suite Vollard — a série de 100 gravuras

Suite Vollard foi nomeada a partir do marchand de arte, Abroise Vollard, que comissionou esta série. Foi produzida em Paris, no Château de Boisgeloup, durante 7 anos, entre 1930 e 1937. O maior número de gravuras da série datam de 1933.

A série de 100 gravuras apareceu em 1939 em dois formatos diferentes. O formato mais pequeno é em papel vergê e com as marcas d’água de ‘Vollard’ ou ‘Picasso’. Encontra-se disperso por coleções públicas e privadas. O conjunto que pertence à Fundación MAPFRE, e que estará patente na exposição no Palácio das Artes, foi um dos que permanece completo.

Outros museus detentores desta série completa são o National Gallery em Washington, o British Museum em Londres, o MOMA em Nova Iorque e o Museu Nacional de Pablo Picasso em Paris.

Em troca da série, Vollard ofereceu ao pintor de Les Demoiselles d’AvignonGuernica quadros da sua coleção privada. Nomeadamente dos pintores franceses Renoir e Cézanne.

O marchand de arte teria requisitado o trabalho do impressor Roger Lacourière, entre 1936 e 1937, para criar um livro de artista ilustrado pela série de Picasso. No entanto, com a sua morte prematura em 1939 e a eclosão da Segunda Grande Guerra, as gravuras ficaram por publicar. Sem títulos ou especificações de publicação dadas pelo pintor, as gravuras só vieram a público nos anos 50.

Esta obra, com elementos de elementos de inspiração neoclássica, tem uma abrangência temática lata. E, apesar das gravuras apresentarem a data da sua criação, não existe uma sequência narrativa linear explícita.

Foi o historiador de arte Hans Bollinger que, nos anos 50, sugeriu uma ordem de leitura da série. Esta ordem sugerida continua a influenciar o modo como as 100 gravuras da série são expostas. Sem qualquer sequência cronológica na sua disposição, Bollinger identificou alguns temas distintos. A Batalha do Amor (Violação), Rembrandt, Estúdio do Escultor, O Minotauro e O Minotauro Cego constituem alguns deles. Da série, constam ainda retratos de Abroise Vollard e outras composições temáticas singulares.

Pablo Picasso. Suite Vollard no Porto

A iniciativa de trazer esta exposição inédita à cidade do Porto foi fruto da parceria entre a Porto Taylor’s e o Museu da Misericórdia do Porto.

«Quatro anos depois de ter inaugurado o seu museu – MMIPO – a Misericórdia do Porto está orgulhosa de se associar a esta exposição de Picasso. Nome grande da pintura do século XX, evidência como a nossa instituição sabe compreender os tempos e inovar num momento que comemora 520 anos. Será, pois, um momento de celebração com o Porto, com quem cá vive e com quem nos visita», declara António Tavares, provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, em comunicado.

O valor da entrada na exposição Pablo Picasso. Suite Vollard é de €10. Para jovens entre os 12 e os 17 anos, há um desconto de 50% sobre o valor total. E a entrada para crianças até aos 12 anos é gratuita. Os bilhetes podem ser adquiridos no Palácio das Artes ou no site dedicado à exposição.

No final da visita, a Taylor’s oferece aos visitantes adultos um cálice de vinho do Porto no espaço Taylor’s Lounge. Este espaço é no Palácio das Artes, adjacente às salas da exposição.