Margot Robbie Irá Dar Vida à Barbie no Primeiro Filme Live-Action da Boneca

Além de interpretar o papel da icónica boneca na vida real, a atriz irá co-produzir o filme. Por: Inês Aparício -- Imagens: © GTRESONLINE.

A Barbie incentiva as crianças a serem o que quiserem, desde engenheira robótica a astronauta ou mesmo presidente de um país. Mas Margot Robbie, como já era atriz, quis mesmo ser a Barbie no grande ecrã. Assim, esta irá trazer à vida real a icónica boneca, num live-action que junta pela primeira vez a Warner Bros. e a Mattel.

Conhecida pelos papéis de rainha Isabel I, em Mary, Queen of Scotse Tonya Harding, em Eu, Tonya, Margot Robbie irá não só interpretar a personagem da Barbie, como assumir a produção do filme através da sua própria empresa, a LuckyChap Entertainment, em conjunto com o marido, Tom Ackerley, e Josey McNamara, da mesma produtora.

«Brincar com a Barbie promove confiança, curiosidade e comunicação durante o período de auto-descoberta das crianças. Ao longo dos quase 60 anos da marca [celebra o 60º aniversário em março deste ano], a Barbie inspirou os mais novos a serem o que quiserem, desde princesa a presidente», afirmou Margot Robbie em comunicado citado pela Variety. «Sinto-me muito honrada por interpretar este papel e produzir um filme em que acredito que terá um impacto imensamente positivo nas crianças e no público de todo o mundo», acrescentou.

Não existe ainda data definida para a estreia do live-action, mas 2020 é o ano apontado para a chegada da longa-metragem às salas de cinema. O título do filme também não foi revelado e o nome do realizador confirmado. No entanto, a página oficial do filme no IMDb adianta Alethea Jones para o cargo.

Outros nomes apontados anteriormente

A adaptação da Barbie à vida real fora já avançada no final de 2016, juntamente com o nome de Amy Schumer e uma data de estreia: 29 de junho de 2018. No entanto, a atriz e comediante anunciou o seu afastamento do projeto no ano seguinte, devido a «dificuldades de gestão do calendário» e a data teve de ser adiada. Ainda em 2017, surgiu Anne Hathaway como possibilidade de substituir Schumer, mas esta acabou por não se concretizar.