Vai Ser Possível Passar a Noite no Quarto de Julieta Capuleto pela Primeira Vez

Pode começar a preparar o «Romeu, Romeu! Por que és tu, Romeu?». Por: Inês Aparício Imagens: © D. R.

Há quem a considere das maiores histórias de amor ou quem pense ser apenas trágica. Mas, opiniões e perspetivas à parte, Romeu e Julieta é, indubitavelmente, um clássico. Da literatura e do romance. Por isso, entrar no cenário no qual Shakespeare se terá inspirado para escrever esta narrativa, é também uma viagem apaixonante, que apenas se poderia tornar ainda mais romântica no Dia de S. Valentim. Assim, nessa data, a Casa di Giulietta, um edifício do século XIII que o autor parece descrever na obra, irá abrir portas, tal como nunca havia feito anteriormente, a um casal, em formato de concurso.

Os vencedores deste terão a oportunidade de, depois de serem recebidos por um mordomo pessoal, provar uma série de pratos preparados por um chef com duas estrelas Michelin, o chef Giancarlo Perbellini. Claro que o jantar é à luz das velas, numa sala de jantar repleta de cristais e flores, ou não seria um verdadeiro ambiente romântico. Além disto, existirá tempo para lerem cartas de amor de Julieta. Já a noite, será passada no quarto desta personagem feminina, no qual está o Letto di Giulietta, a cama original utilizada no filme da década de 60, de Zeffirelli, Romeu e Julieta.

Como participar

Milhares de cartas chegam, todos os anos, de vários pontos do globo à Casa di Giulietta (e nenhuma fica sem resposta, graças à Juliet’s Club, uma organização não governamental, que ficou encarregue de retornar uma mensagem apaixonada a cada um). E ainda mais chegarão a este monumento no centro de Verona, uma vez que, para ficarem neste edifício, os candidatos têm de escrever uma carta a Julieta, em inglês. Nesta, devem partilhar a sua história de amor e explicar porque seriam os hóspedes perfeitos para passarem aí uma noite.

As inscrições podem ser feitas até ao dia 2 de fevereiro, às 4h30 (hora portuguesa), no site da Airbnb. O vencedor poderá ser acompanhado por uma pessoa.