Agora a Barbie é Engenheira Robótica e Perita em Programação

Com a nova boneca, a Mattel espera «preparar a nova geração de raparigas». Por: Cátia Pereira Matos -- Imagem: © cortesia Mattel

Desde que foi criada, em 1959, a Barbie já teve oportunidade de fazer um pouco de tudo: já vestiu o fato de astronauta, subiu ao palco para tocar guitarra, abriu uma clínica veterinária, apagou fogos, doutorou-se em Medicina, trabalhou como cientista num laboratório, foi cozinheira, enfermeira e entrou em campo para jogar futebol. Com uma carreira tão extensa quanto eclética, haverá algo que a boneca mais famosa do universo ainda não tenha feito?

A Mattel diz-nos que sim. Através de uma parceria entre a marca de brinquedos e a Tynker, uma plataforma online de programação e jogos infantis, surge uma Barbie especializada em Engenharia Robótica.

«Ao longo de quase 60 anos, a Barbie tem vindo a expor as crianças a papéis onde as mulheres estão sub-representadas, para mostrar às meninas que elas podem ser o que quiserem», revelou à People Lisa McKnight, vice-presidente e diretora executiva da Barbie. «Com a Barbie Engenheira Robótica, estamos a dar às crianças uma nova plataforma onde elas podem brincar no seu mundo imaginário e também estamos a ensinar-lhes habilidades que são importantes no mundo real.»

Para que nada falhasse, a Mattel chamou Cynthia Breazel, engenheira robótica e professora adjunta no MIT, para ajudar a desenhar a boneca, que está disponível em quatro tons de pele e já está disponível nos Estados Unidos da América.

Muito mais que um brinquedo

Os esforços da Mattel para inspirar as crianças a sonharem mais alto vão além da criação de objetos com os quais possam brincar. Graças à parceria com a Tynker, que tem como mote «Preparar a nova geração de raparigas», as crianças terão a oportunidade de aprender mais sobre seis carreiras diferentes —Engenharia Robótica, Engenharia Espacial, Apicultura, Agricultura, Música e Pastelaria —, enquanto aprimoram as habilidades de pensamento crítico e resolução de problemas.

Como? Através de pequenas lições gratuitas (como introduções às carreiras, explicações básicas de codificação, quebra-cabeças e questionários ) que a Tynker disponibiliza online.