Banco de Portugal Não Queria Ser Infoexcluído Por Isso Criou Uma Conta no Insta

Aguardando pela publicação com uma foto de uma nota de € 500 com a legenda «quantos likes merece?». Por: Vítor Rodrigues Machado -- Imagem: © D.R.

Caros portugueses e população do mundo inteiro, hoje é sexta-feira, um dia que supostamente seria de grande alegria, por assinalar o final de mais uma semana, mas eu não consigo sorrir. Infelizmente – e é com grande tristeza que digo isto – acho que fomos longe demais com esta história de «vivermos numa era dominada pelas redes sociais» e de classificarmos como infoexcluídas, as pessoas ou marcas que não têm uma página numa rede social. Porquê? Porque o Banco de Portugal acaba de criar uma página no Instagram.

Sim, leu bem. Essa entidade que, de acordo com a informação oficial, disponibilizada no site «tem duas missões essenciais: a manutenção da estabilidade dos preços e a promoção da estabilidade do sistema financeiro», achou que estava na hora de se juntar ao grupo dos cool kids e tentar a sua sorte nas redes sociais (e tornar-se talvez no próximo grande influencer?).

E sim, isto pode parecer tudo muito estranho, mas a verdade é que fica pior. Isto porque a entidade decidiu que uma boa forma de começar esta nova fase era através de uma série de publicações, que são simultaneamente aulas sobre segurança digital (dedicadas ao público mais jovem), como estas:

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Não faças da internet um jogo de alto risco: há aplicações e programas, aparentemente inofensivos, que espiam o que fazes. #ficaadica #promoveraliteracia

Uma publicação compartilhada por Banco de Portugal (@bancodeportugaloficial) em

Ou esta

 

Lamento imenso ser portador de más noticias, mas, caro Banco de Portugal, a população mais jovem, que está atualmente presente no Instagram, cresceu com a Internet, e por esse mesmo motivo, sabe que não deve abrir o banner que diz «Parabéns! Acabou de ganhar um iPhone», ou «Clica aqui, insere os dados do teu cartão e ganha milhões de bitcoins».

Por outro lado, as gerações mais velhas, que assumiram o controlo do Facebook e o encheram com fotos de perfil com molduras de flores, não. Talvez devessem ter começado por essa rede social, ou então, com uma Marselfie. #ficaadica

 

Podem seguir o Vítor no @Instagram.