Victoria Beckham Deixa de Utilizar Peles de Animais Exóticos nos Acessórios

A coleção de outono/inverno 2019 será a primeira a ser completamente livre destes materiais. Por: Inês Aparício -- Imagens: © GTRESONLINE.

A lista de marcas que renunciaram à utilização de pelo animal é cada vez mais longa e a que inclui também o abandono de peles de animais exóticos vai pelo mesmo caminho. Depois de a Chanel anunciar a decisão de abandonar a utilização de pele de cobras, crocodilos, lagartos e tubarões nas suas peças, agora Victoria Beckham afirma seguir as pisadas da maison.

O «não» à utilização de peles de animais exóticos nos acessórios é uma extensão da decisão da marca de não utilizar pelo animal nas suas roupas.  «Estamos felizes por confirmar que vamos terminar o uso de peles exóticas em todas as nossas futuras coleções, assim como na apresentação de pronto-a-vestir para o outono 2019. Esta decisão espelha não só a vontade da marca, como dos clientes», avançou um porta-voz da marca em declarações ao WWD.

«Enquanto empresa, temos procurado tomar medidas para que tornemos possível a utilização de produtos provenientes de fontes mais éticas e que tenham um impacto ambiental menor», completou.

Esta decisão foi aplaudida pela People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), que sublinhou a importância do abandono destes materiais na indústria da moda. «A resolução da Victoria Beckham de renunciar à utilização de peles exóticas irá salvar inúmeros animais de um sofrimento imenso, e a PETA chama a atenção para que outras marcas de luxo sigam o exemplo desta», reforçou Elisa Allen, diretora da associação.

O anúncio chega poucos dias antes da apresentação das propostas de Victoria Beckham para o outono-inverno 2019, que este ano trocou Nova Iorque, onde mostrou a coleção em 2018, por Londres.