O Príncipe William Reconheceu Mulher Que Apoia Vítimas de Violência Doméstica

A fundadora da associação Staffordsire Women's Aid recebeu um MBE. Por: Inês Aparício -- Imagens: © D. R.

O príncipe William, em nome da rainha Isabel II, reconheceu o trabalho de apoio a vítimas de violência doméstica, esta quinta-feira, 31 de janeiro, no Palácio de Buckingham. A distinção foi entregue a Eileen Chester-James, a fundadora e diretora-executiva da associação Staffordsire Women’s Aid, uma organização sem fins-lucrativos que procura consciencializar a sociedade para a desigualdade de género, considerada por esta como a causa e consequência da violência doméstica, ajudando ainda as vítimas deste tipo de agressões.

Esta mulher britânica recebeu, pelas mãos do duque de Cambridge, um MBE (sigla de Member of the Order of the British Empire, que em português significa membro da ordem do império britânico), a condecoração que reconhece «o trabalho ou uma conquista excecional para a comunidade» e que tem «um impacto relevante a longo-prazo, sendo um exemplo para os outros», é explicado no site oficial da monarquia inglesa.

«É um dia de orgulho para toda a equipa de staff e voluntários aqui na Staffordsire Women’s Aid. Parabéns à nossa CEO, que recebeu ontem, do príncipe William, o seu MBE», lê-se numa publicação no Facebook da organização de apoio às vítimas de violência doméstica.

Além desta, outros cidadãos foram condecorados pelo duque de Cambridge – que, na ausência da Rainha,  a substituiu -, como o professor James Hough, orientador a nível internacional da procura de ondas gravitacionais.

Outras distinções da monarquia à associação

Em 2016, ano em que celebrava o 40º aniversário, a associação foi também reconhecida pela própria Rainha de Inglaterra, através do The Queen’s Award for Voluntary Services.