Plácido Domingo Acusado de Assédio Sexual Por Nove Mulheres

Cerca de 30 pessoas dizem ser testemunhas da conduta sexual inapropriado do cantor. Por: margarida Brito Paes -- Imagens: © Gtresonline

As declarações foram feitas à agência de notícias Associated Press (AP) e denunciam os abusos de poder do cantor. Alegadamente Plácido Domingo, agora com 78 anos, assediou várias mulheres do mundo da Ópera. Quando estas resistiam às suas investidas prejudicava-as profissionalmente. Plácido é um dos homens mais influentes da Ópera, batendo o recorde de atuações, 4 mil no total, e tendo ganho 12 Grammys. Ao curriculum juntam-se a direção da Ópera de Los Angeles, a presidência da Europa Nostra e  da Federação Internacional da Indústria Fonográfica, além de ser o responsável pelo concurso Operalia.

Os casos não são recentes e vieram a lume de forma anónima à excepção de um. Apenas a cantora Patricia Wulf se identificou. Apesar disso os testemunhos coincidem nas investidas sexuais não consentidas. Uma das mulheres diz que Plácido Domingos lhe pôs a mão dentro da saia e outras três acusam-no de as ter beijado à força.

«Um almoço não é algo estranho. Alguém a tentar segurar a tua mão durante um almoço de negócios é estranho – ou a colocar a sua mão no teu joelho. Ele estava sempre a tocar-te de alguma maneira e sempre a beijar-te», disse uma das alegadas vítimas.

Além das acusações das nove mulheres, mais seis declararam ter-se sentido incomodas com o comportamento do cantor de ópera e cerca de 30 pessoas garantem ter testemunhado comportamentos de teor sexual inapropriado da parte de Plácido Domingos.

A resposta de Plácido Domingo

Plácido não ficou em silêncio, não admitiu taxativamente que tenha assediado alguém, mas também não o desmentiu. Limitou-se a pedir desculpas.

«As acusações desta pessoas não identificadas, que datam de até há 30 anos, são profundamente preocupantes e, como se vê, inexatas. Ainda assim, é doloroso ouvir que posso ter molestado alguém ou tê-lo feito sentir-se incomodado, não importa há quanto tempo foi ou se o fiz com a melhor das intenções. Achava que todas as minhas interações e relações eram consensuais e desejadas. As pessoas que me conhecem ou trabalharam comigo sabem que não sou alguém que intencionalmente magoaria, ofenderia ou envergonharia alguém», declarou à AP.