Um Modelo Caucasiano Vestiu Uma Camisola de «Black Panther» e o Twitter Reagiu

A fotografia da peça já foi retirada do site da Forever 21. Por: Inês Aparício -- Imagens: © D. R.

O empoderamento negro conduz a história de Black Panther, o filme da Marvel que chegou às salas de cinema em fevereiro. E por ser efetivamente uma narrativa que celebra os valores da população afro-americana, quando a Forever 21 decidiu contratar um modelo caucasiano para promover uma camisola inspirada na adaptação de Ryan Cooler da banda desenhada de 1966, acabou por ser criticada nas redes sociais.

Os utilizadores do Twitter sentiram-se ofendidos com a referência a Wakanda, uma nação ficcional do universo de Black Panther, estampada na peça e fizeram-se ouvir (ou, neste caso, ler) na plataforma.

As reações na rede social

A escolha da Forever 21 foi alvo de críticas no Twitter, com utilizadores ofendidos por existir um modelo caucasiano a apresentar uma peça sobre um filme que retrata o empoderamento negro.

«Nem Wakanda consegue escapar à gentrificação», notou um utilizador na rede social.

«Hey, Forever 21, em que universo pensaram que seria aceitável ter um modelo branco a utilizar uma coleção sobre Wakanda? Garantidamente, sabiam que não seria, mas mesmo assim fizeram-no. Enquanto antigo especialista de marca para a empresa, sinto-me incrivelmente ofendido», comentou outro.

No entanto, houve também quem achasse esta era apenas uma luta desnecessária: «Porque há indignação relativamente ao modelo branco estar a usar aquela camisola feia da Forever 21? A Francesca Amiker [uma apresentadora de televisão americana] estava certa, não nos queixamos quando os dólares dos caucasianos foram gastos no filme. Os modelos negros provavelmente olharam para a camisola e disseram que gostavam», escreveu um utilizador.

«Se repararem no Twitter deles [da marca], têm modelos negros e outros modelos de cor. No entanto, o filme é para todos. Qualquer um podia usar uma camisola de Black Panther, não sejam racistas. Stan Lee e Jack Kirby criaram o filme para todos», notou outro.

A resposta da Forever 21

No seguimento da controvérsia, a marca optou por retirar a foto em causa do site — além de eliminar o post no Twitter que promovia a peça — e remeter um pedido de desculpa aos consumidores que ficaram desagradados com a situação. «A Forever 21 leva o feedback dos nossos produtos e o marketing muito a sério. Celebramos todos os super-heróis com diferentes modelos de diversas etnias e pedimos desculpa se a fotografia em questão foi de alguma forma ofensiva», afirmou a empresa em declarações ao The Hollywood Reporter.