Governo Pode Decretar Dia de Luto Nacional Pelas Vítimas de Violência Doméstica

Esta proposta de Mariana Vieira da Silva será analisada na próxima reunião de Conselho de Ministros. Por: Inês Aparício -- Imagens: © D. R.

Um dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica e de violência contra as mulheres poderá ser uma realidade a 7 de março, após análise da proposta de Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, na próxima reunião de Conselho de Ministros.

«Esse é um dia em que nós devemos, não apenas homenagear as vítimas, não apenas solidarizarmo-nos com as famílias, mas também todos, coletivamente, renovarmos o nosso propósito de continuar este combate e de todos, colectivamente, podermos responder», explicou, em declarações à agência Lusa, citada pelo Público, Maria Vieira da Silva. A ministra que assumiu a pasta da presidência e modernização administrativa recentemente avançou ainda que irá apresentar esta proposta na quinta-feira, 28 de fevereiro, aquando da reunião de Conselho de Ministros.

De acordo com Mariana Vieira da Silva, a consciencialização é uma parte relevante na resposta ao crescente número de casos de violência doméstica, divulgado no início deste mês. «Quanto mais consciente for a sociedade de que este é um crime que queremos eliminar, de que esta violência tem de ser combatida e que todos temos de definir a capacidade de resposta, mais capazes seremos de enfrentar esta dimensão», notou.