Os Novos Perfumes da Salvatore Ferragamo Viajam Pelos Aromas da Toscânia

Foi numa das regiões italianas mais abençoadas pela natureza que nasceram as 11 novas fragrâncias da marca. Por: Sandra Gato -- Imagem: © cortesia Salvatore Ferragamo

Antes de ser Moda, perfumes, acessórios, o nome Salvatore Ferragamo era sinónimo de sapatos. Dos mais exclusivos e incríveis que se faziam no início do século XX e, por isso, este italiano de Florença que foi para os Estados Unidos da América ainda adolescente depressa ganhou nome e começou a calçar estrelas de Hollywood, como Joan Crawford ou Gloria Swanson.

Esses modelos mais vintage e icónicos ainda hoje estão disponíveis na flagship store da marca em Florença, num departamento especial que se chama Tuscan Creations. Por ser uma parte tão fundamental da alma da marca, esse mesmo nome foi o escolhido para designar a nova coleção de fragrâncias exclusivas da marca, à venda apenas nas lojas Salvatore Ferragamo ou em pontos de venda premium.

Juntaram-se as duas linhas anteriores – Tuscan Scent e Tuscan Soul –, refizeram-se alguns dos perfumes e acrescentaram-se outros. O resultado final são 11 fragrâncias (o número pode vir a aumentar com o tempo) que são uma espécie de patchwork olfativo daquilo que é a essência da Toscênia (e, por consequência, da marca Salvatore Ferragamo). Destinados a ambos os sexos, são aromas tão variados nas notas que os compõem como na cor que os distingue. Punta Ala (viagem à costa italiana), Viola Essenziale (o pôr do sol na Toscânia), La Corte (a opulência da realeza), Vendemmia (um dia nas vindimas), La Commedia (homenagem a Dante), Testa de Moro (o conforto da pele e da madeira), Bianco de Carrara (a pureza do mármore), Convivio (alegria e hospitalidade), Calimala (o mercado onde se reuniam tesouros em Florença, na Idade Média), Terra Rossa (a terra de Sienna) e o mais recente, Rinascimento (regresso aos séculos XIV a XVI). Uma viagem memorável.

Descubra na galeria cada uma das 11 Eau de Parfum da coleção Tuscan Creations, à venda em exclusivo no El Corte Inglès por €224.

 

Este artigo foi originalmente publicado na ELLE de dezembro de 2018.