Michael Kors Fala Sobre A Fragrância Wonderlust E Gigi Hadid

Estas três coisas são o cenário perfeito. Por: Carolina Adães Pereira -- Imagens: D.R.

Michael Kors é um clássico. A sua abordagem à moda é bastante prática, mas sem deixar de ser elegante e sofisticada. Desconfiamos de que este seja o motivo pelo qual o designer norte-americano colecionou tantos fãs ao longo da sua carreira. Isso e a sua passagem espirituosa pelo concurso televisivo Project Runway, claro. Quer seja entre o público feminino ou entre o masculino, entre fãs de acessórios ou adeptos de silhuetas que favorecem qualquer tipo de corpo, a verdade é que Kors conseguiu criar uma imagem consistente que, de estação em estação, mantém a mesma essência, mas apresenta-se sempre em evolução. E como é que isto é possível? Porque o designer americano conhece a mulher Michael Kors: «Ela é sofisticada. Vive uma vida acelerada e precisa de roupa e acessórios que acompanhem esse estilo de vida. Ela tem uma sensibilidade chique e moderna, e adora roupa que seja pragmática mas também indulgente», revela à ELLE.

Pode dizer-se que este é um caso sério de sintonia: Kors sabe aquilo de que a mulher precisa (mesmo se a própria não o souber); por isso, cria peças com as quais o seu público se consegue identificar logo à primeira vista. «Quero criar roupa e acessórios que ajudem cada mulher a parecer e a sentir-se na sua melhor versão. Quero facilitar-lhe esse processo», constata o criador. «Tento manter, em tudo o que faço, o equilíbrio entre o que é prático e o glamoroso, o pragmático e o indulgente, e penso que os nossos clientes se identificam com essa abordagem», conclui.

Da moda à beleza

Seguindo esta lógica de complementaridade, não é de estranhar que o designer se tenha aventurado da roupa para indústrias complementares com imenso sucesso. No caso da perfumaria, o segredo tem sido conseguir «capturar um estado de espírito. Aquilo de que gosto mais nas fragrâncias é a capacidade que têm de nos transportar tanto mental como emocionalmente. Podes estar na tua secretária num dia chuvoso, aplicas o perfume certo e parece que acabaste de sair de um barco em Capri. Por isso, criei as minhas fragrâncias para te transportarem, não apenas para outro lugar, mas para os vários estados de espírito que podes ter num dia, numa semana, num ano».

Gigi é o rosto da nova fragrância

Em setembro assistimos ao regresso do universo Wonderlust, com a versão Sublime, e com um novo rosto. Quando lemos o e-mail com a proposta para falarmos com o designer a propósito deste novo lançamento, lá no meio vinha o anúncio de que Gigi Hadid seria o novo rosto da gama Wonderlust e, finalmente, se juntava à família com a sua primeira campanha Michael Kors. Não podemos negar que foi com alguma surpresa que percebemos que esta é a primeira vez que a modelo participa numa campanha de Kors. Talvez por já ter desfilado em tantas coleções do designer, ficamos com a ideia de que esta parceria já tinha sido oficializada anteriormente. A campanha, fotografada pela dupla Inez & Vinoodh, mostra uma Gigi gloriosa, com a pele brilhante e o cabelo com ondas que fazem par perfeito com o mar paradisíaco que serve de cenário. «A Gigi é a personificação perfeita de Michael Kors Wonderlust: espírito livre, divertida e otimista. E, além disto tudo, não tem medo de viver qualquer tipo de aventura», revela o designer sobre a modelo.

Depois de uma declaração destas, não pode ser surpresa a escolha de Gigi Hadid para protagonista do novo lançamento Wonderlust Sublime. A nível aromático, apresenta-se muito em linha com a predominância oral oriental das outras referências da família; no entanto, tem no âmbar o seu toque especial e diferenciador, que «conferiu aquele calor e aquela iluminação que procuramos», afirma Kors. «Sublime tem um acabamento mais quente do que a edição Eau Fresh ou até mesmo do que o original, Michael Kors Wonderlust», relembra o designer.

De forma a perceber exatamente qual a sensação que Sublime provoca, imagine o seguinte cenário: aquele momento específico do dia em que «a luz do sol se torna mágica; quando o calor ainda se faz sentir e a luz brilha mesmo antes do pôr do sol», explica Kors. Parece um cenário idílico porque, efetivamente, o é; é quase como se uma simples vaporização nos transportasse para um destino de férias quente e tranquilo. Quando perguntamos a Michael Kors quem seria a mulher Wonderlust Sublime, o designer descreve-a como «uma mulher aberta às possibilidades da vida. Alguém que ama aventuras e, mesmo que não consiga entrar num avião e partir para um destino distante, começa o seu dia com otimismo». Se se revê no perfil traçado pelo designer, esta nova aventura olfativa com Wonderlust Sublime já está à sua espera.

 

Este artigo foi originalmente publicado na ELLE de setembro de 2019.