Lush e Eco Interventions Criam Caixa de Cortiça para o Champô Sólido

O produto poderá agora ser guardado numa solução mais amiga do ambiente. Por: Rossana Mendes Fonseca -- Imagens: Cortesia Lush.

Com o intuito de comemorar o dia Mundial da Árvore, 21 de março, a Eco Interventions – uma associação sem fins lucrativos de Melides, no concelho de Grândola, cujo foco é a regeneração de ecossistemas naturais produtivos e sustentáveis – juntou-se à Lush na criação de uma solução de cortiça para guardar as barras de champô sólido.

O casamento entre as duas surgiu depois de uma visita de Nick Gomery, membro da equipa de compras da Lush, e de Tom Chambers, do Lush Regeneration & Sustainability Circle, que, no dia 21 de setembro de 2016, resolveram viajar até ao Alentejo, onde a Eco Interventions está estabelecida, para conhecer o trabalho da associação portuguesa. Quando se viram rodeados de sobreiros e da sua matéria prima — a cortiça —, tiveram a ideia de substituir as caixas de metal que existem já em mercado pelas embalagens de cortiça, com um formato semelhante, para guardar as barras de champô sólido.

Tom Chambers explicou, em comunicado, que apenas é permitido, legalmente, extrair cortiça dos sobreiros uma vez em nove anos, o que limita a produção destas embalagens. No entanto, esse processo é benéfico para a longa vida destas árvores típicas da paisagem alentejana. Além disso, quando este recipiente 100% natural e biodegradável deixar de ser necessário, poderá voltar ao solo sem constituir resíduo tóxico.

O primeiro lote de caixas de cortiça da Lush ficou pronto para consumo em novembro de 2017 e já está disponível no site da Lush por €8,95. «Isto irá criar vários postos de trabalho local. As pessoas poderão substituir produtos feitos com plástico e outros materiais não sustentáveis por materiais de cortiça. E, usando a cortiça e vendendo estes produtos, irão apoiar a regeneração da floresta nativa», afirmaramm os membros da Eco Interventions, Luís e Tobias, em comunicado. «Vamos usar as caixas de barras de champô para começar uma pequena indústria sustentável de cortiça», completaram.