Afinal o Alimento Que Mais Está Relacionado Com a Acne Não é o Chocolate

Os suspeitos do costume são as azeitonas e o chocolate, mas estes não são as 'mentes' por trás da acne. Por: Margarida Brito Paes -- Imagens: © D.R

Se como uma azeitona hoje, três dias depois tenho de estar mentalmente preparada para dizer «Olá borbulha!». Se devoro uma tablete de chocolate num momento de loucura, a conta são três borbulhas no queixo. Um efeito causa-consequência que alimentou o mito de que estes seriam os alimentos mais propícios ao desenvolvimento da bactéria da acne. No entanto, a verdade não é bem esta.

Na realidade, apesar de sabermos que a nossa alimentação tem consequências na pele, até há pouco tempo não estava provada cientificamente esta relação no que diz respeito à acne. «Havia sempre muita polémica e discordância a nível cientifico. Existem os suspeitos do costume: o chocolate, as azeitonas e o marisco. Mas não havia nada provado nesse sentido, porque os estudos que surgia eram muito fracos. Por isso, não havia uma evidência científica forte. De há uns anos para cá, voltou-se a investigar essa relação entre a acne e a alimentação e já existem conclusões», explica o Dr. Vasco Coelho Macias, dermatologista na Clínica Ibérico Nogueira.

E o rei das borbulhas é…

No entanto, estes estudos são apenas referentes ao acne grave, sendo que só foram estudados indivíduos com esta patologia no estado mais avançado. Feita esta salvaguarda, soltem o rufo dos tambores. O alimento que mais relacionado está com o agravamento do acne é… o leite magro! Ficou espantada? Nós também, mas a explicação que o Dr. Vasco Velho Macias acredita ser a mais verosímil, faz todo o sentido.

«O leite magro é mais aquoso que o leite gordo e alguns produtores, para que o leite fique mais consistente, associam-lhe proteínas do soro do leite de vaca. Estas proteínas provocam um aumento da consistência. Mas também está provado que as mesmas proteínas provocam acne. Por isso é que o leite magro é mais propenso ao agravamento da doença, já que a concentração destas proteínas é maior que no leite gordo», explica especialista. Ainda assim esta relação só é provada quando o consumo é excessivo, ou seja, mais de dois copos por dia.

O chocolate não é assim tão culpado, mas também não foi ilibado

Já estava a esfregar as mãos de contente a pensar que, afinal, o chocolate não fazia mal nenhum? Lamento, mas vai ficar desiludida. Apesar de não ser o cabecilha do trio de alimentos que adoram acne, o chocolate faz parte do bando.

E não, não é só o chocolate de leite que está metido nesta alhada. O chocolate negro, que até pode ser bom para a dieta, faz tanto mal à pele como todos os outros. «O chocolate também mostrou relação com acne não só o chocolate de leite, mas também o chocolate negro com um alto teor de cacau. Isto porque na manteiga de cacau há substâncias que vão aumentar um elemento do nosso organismo que provoca o aumento da insulina, que por sua vez aumenta a produção sebácea, levando, assim, ao agravamento da acne».

E se já estava a pensar que a solução era ir a correr para o ginásio depois de comer um quadradinho de chocolate, para que a insulina se mantivesse estável, fica a saber que a sua teoria, até pode funcionar, mas só se não tomar suplementos proteicos. Pois é, estas bebidas que viciam quase todos os #gymaddicteds têm proteínas de soro de vaca e como tal são fatais para quem tem uma acne em terceiro grau. Voltamos a lembrar que os estudos que forneceram este comprovados foram apenas definitivos para quem possui uma acne grave.

A solução? Tratamento e acompanhamento médico

Adorava que o título deste artigo fosse: «se parar de comer estes alimentos acaba de vez com a acne». Significava que tinha uma fórmula mágica capaz de valer uns quantos milhões. Mas a verdade não é esta: não existem formulas mágicas, apenas tratamentos e acompanhamento médico podem salvar a pele da acne tardia que assola cada vez mais mulheres. No entanto, ficam aqui algumas dicas sobre o que deve evitar.