Isto É Tudo O Que Já Se Sabe Sobre A ModaLisboa 2019

A ELLE leva-a (de mãos dadas) pelo evento de moda lisboeta. Imagem: © Ugo Camera.

A ModaLisboa dá oficialmente o tiro de partida na corrida pelas semanas de moda portuguesas nesta quinta-feira, 10 de outubro. Antes de viajar até ao Porto, com o Portugal Fashion, os criadores nacionais apresentam as suas propostas para a primavera/verão 2020 na capital. Sob o tema Collective, a edição deste ano do evento trocou o já habitual Pavilhão Carlos Lopes por um espaço novo e traz alternativas de transportes para aí chegar.

Em baixo, reunimos todos os detalhes que precisa de saber para estar mais do que pronta para a ModaLisboa 2019.

Mudanças no mapa

De 10 a 13 de outubro, fala-se Moda em português. E isso acontece, essencialmente, nas Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército. É este o novo espaço da ModaLisboa, que abandonou o Pavilhão Carlos Lopes, onde têm sido apresentadas as coleções dos designers portugueses durante as últimas temporadas. Contudo, este não é o único local que verá as apresentações de criadores como Luís Carvalho, Gonçalo Peixoto ou Alexandra Moura, que desenvolveu uma linha com a Decenio. O Coletivo 284 foi o espaço escolhido por Olga Noronha e o adro do Panteão Nacional o preferido por Carolina Machado, ambos no último dia do evento.

A morada das apresentações dos designers da Workstation – que não seguirão o formato de desfile, mas serão, sim, performances de moda – será ainda outra. O Palácio Sinel de Cordes, onde a Trienal de Arquitectura de Lisboa tem a sua sede, receberá estes happenings logo a 10 de outubro. Na mesma data, acontecerão ainda as Fast Talks, às 18 horas, no Mercado de Santa Clara. Aí, Alfredo Orobio, Carolina Alvarez-Ossorio, Eva Geraldine Fontanelli e Patrick Duffy discutem o impacto da indústria da Moda no mundo, de modo a perceber as reais consequências desta ao nível do ambiente e da sociedade.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ModaLisboa (@lisboafashionweek) em

As melhores formas de aí chegar

Além do metro ou comboio, até Santa Apolónia, para conseguir chegar às Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, poderá apanhar os autocarros 728 ou 794. Já para o Campo Santa Clara, deve seguir nos autocarros 734 ou o 712.

Fora estas opções mais óbvias, pode ainda chegar ao evento de bicicleta (adeus, ginásio?). Tendo em conta que a ModaLisboa desenvolveu uma parceria com a Uber, estarão disponíveis diversas bicicletas elétricas jump no espaço principal dos desfiles.

ModaLisboa o’clock

Cabe a António Castro, Archie Dickens, Cristina Real, Federico Protto, Opiar e Rita Afonso abrir a semana de moda portuguesa. São estes jovens, que integram a plataforma Workstation, quem dará início ao evento, no dia 10 de outubro. Em forma de performances, estes irão apresentar as suas coleções a partir das 17 horas, no Palácio Sinel De Cordes. Uma hora depois, começam as Fast Talks, no Mercado De Santa Clara.

Oficialmente, o calendário de desfiles começa na sexta-feira, 11 de outubro, com os desfiles do segmento Sangue Novo. Ao longo do dia, serão apresentadas as linhas de Hibu, Valentim Quaresma e, por fim, às 23 horas, de Awaytomars.

Nuno Gama é o primeiro criador a mostrar as suas propostas no sábado, 12 de outubro. Depois deste, que tem desfile marcado para as 14h30, seguem-se Imauve, João Magalhães, Patrick De Pádua e Ricardo Preto. O dia fica completo com Alexandra Moura, Aleksandar Protic, Luís Onofre, Ricardo Andrez e Dino Alves.

Do último dia de desfiles, farão parte os nomes de Olga Noronha, Carolina Machado, Constança Entrudo, Duarte, Gonçalo Peixoto, Kolovrat e Carlos Gil. A noite terminará com a apresentação de Luís Carvalho, às 21 horas, que completará os coordenados exibidos em Paris em Lisboa.

Pode ver o calendário completo e detalhado no site da ModaLisboa.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ModaLisboa (@lisboafashionweek) em

O que fazer sem convite

Ainda que para a maioria dos desfiles seja preciso convite, este não é sempre obrigatório. Carolina Machado deixa o público ver a sua coleção sem um, no adro do Panteão Nacional.

Contudo, este não é a única parte da ModaLisboa na qual pode participar sem convite. Também as Fast Talks, sob o tema «Fashion & Positive Impact», são abertas ao público. O mesmo acontece com o Wonder Room, onde pode conhecer e comprar diversas marcas portuguesas.

Além disso, existirão ainda exposições de entrada livre. A APPICAPS terá uma mostra no Pátio das Laranjeiras dedicada à sustentabilidade do calçado. Poderá ainda assistir à exibição de Olga Noronha, com algumas das peças mais importantes da série ODE (2016), no espaço onde esta apresenta a sua coleção. Por fim, tem ainda a possibilidade de ver o vestido criado Dino Alves, inspirado pelo trabalho de Keith Haring.